in

Como instalar o Colibri no Ubuntu, Linux Mint, Fedora, Debian, Manjaro, Arch Linux, KDE Neon, openSUSE, CentOS e Red Hat Enterprise Linux!

Neste tutorial, saiba como como instalar o Colibri em várias distribuições Linux, tenha um navegador mais rápido

como-instalar-o-colibri-no-ubuntu-linux-mint-fedora-debian-manjaro-arch-linux-kde-neon-opensuse-centos-e-red-hat-enterprise-linux

O Colibri é um navegador que propicia uma nova experiência de navegação. Com ele é possível navegar na internet sem guias. Além disso, ele foi projetado para ser rápido, eficiente e organizado, tudo o que o usuário mais gosta em um browser. Saiba como instalar o Colibri no Linux.

Sua eficiência ajuda os usuários a navegarem na Internet com mais rapidez e visualizar mais conteúdo sem as guias intermináveis. Essa experiência traz para o usuário uma maneira mais simples e rápida de navegação na rede, o que atrai e muito os olhares para o browser. E você, vai experimentar essa experiência?

como-instalar-o-colibri-no-ubuntu-linux-mint-fedora-debian-manjaro-arch-linux-kde-neon-opensuse-centos-e-red-hat-enterprise-linux

Instalando o Colibri no Ubuntu, Kubuntu, Xubuntu e derivados!

Para instalar o Colibri no Ubuntu 20.10, Ubuntu 20.04, Ubuntu 19.04, Ubuntu 18.04, Ubuntu 18.10, Ubuntu 16.04 ou superior. Inclusive você também pode instalar o Colibri no Linux Mint sem nenhum problema execute o comando abaixo:

sudo snap install colibri

Instalando o Colibri no KDE Neon

Para instalar o Colibri no KDE Neon execute apenas o comando abaixo:

sudo snap install colibri

Instalando o Colibri no Fedora e derivados!

Para instalar o Colibri no Fedora, execute os comandos abaixo. Lembrando que caso você já tenha o suporte ao Snap habilitado no Fedora, pule para o passo 3, o de instalação do pacote:

Passo 1 – Instalar o Snapd:

sudo dnf install snapd

Após executar o comando acima, lembre-se encerrar a sessão ou reiniciar o computador! Em seguida, vamos criar um link simbólico para ativar o suporte ao Snap clássico:

Passo 2 – Criar link simbólico:

sudo ln -s /var/lib/snapd/snap /snap

E agora, vamos executar o comando para instalar o Colibri no Fedora ou derivados:

Passo 3 – Agora vamos executar o comando para instalar o Colibri no Fedora ou derivados:

sudo snap install colibri

Instalando o Colibri no Debian e derivados!

Para instalar o Colibri no Debian, execute os comandos abaixo. Caso você já tenha  Snap ativado e habilitado no seu Debian, pule para o passo 2, que seria da instalação:

Passo 1 – Atualizar os repositório e instalar o Snapd:

apt update
apt install snapd

E agora, vamos executar o comando para instalar o Colibri no Debian ou derivados. Observe que o comando abaixo está com o sudo, caso você não o tenha habilitado, remova o sudo e instalar usando o ROOT mesmo:

Passo 2 – Agora vamos executar o comando para instalar o Colibri no Debian e derivados:

sudo snap install colibri

Instalando o Colibri no Arch Linux, Manjaro e derivados!

Para instalar o Colibri no Arch Linux, Manjaro e derivados, execute os comandos abaixo, caso você já tenha o suporte ao Snap habilitado pule a etapa de ativação do Snap direto para o comando de instalação.

Passo 1 – Ativar o suporte Snap no Arch Linux, Manjaro e derivados:

sudo pacman -S snapd
sudo systemctl enable --now snapd.socket
sudo ln -s /var/lib/snapd/snap /snap

Passo 2 – Agora vamos executar o comando para instalar o Colibri no Arch Linux, Manjaro e derivados:

sudo snap install colibri

Instalando o Colibri no CentOS e derivados!

Para instalar o Colibri no CentOS, execute os comandos abaixo. Vamos utilizar o repositório EPEL. Caso você já tenha o repositório adicionado pule para o passo 2.

Nota:Vale lembrar que uma vez que você adicione o  repositório e habilite o suporte ao Snap no CentOS, você não precisará mais fazer isso sempre que for instalar um pacote Snap.

Passo 1 – Adicionar o repositório de software EPEL ao CentOS:

sudo yum install epel-release

Passo 2 – Instalar o pacote responsável pela compatibilidade com pacotes Snap. Caso você já tenha o suporte habilitado no CentOS para o Snap, pule para o passo 5, o de instalação do Software:

sudo yum install snapd

Passo 3 – Habilitar o serviço no sistema:

sudo systemctl enable --now snapd.socket

Passo 4 – Ativar o suporte ao Snap clássico vamos criar um link simbólico:

sudo ln -s /var/lib/snapd/snap /snap

Passo 5 – Agora, vamos executar o comando para instalar o Colibri no CentOS ou derivados:

sudo snap install colibri

Instalando o Colibri no openSUSE e derivados!

Para instalar o Colibri no openSUSE, execute os comandos abaixo. Vamos utilizar um repositório. Caso você já tenha o suporte ao Snap instalado e habilitado no openSUSE, pule para o passo 5:

Passo 1 – Adicionar repositório:

Para openSUSE 15.0:

sudo zypper addrepo --refresh https://download.opensuse.org/repositories/system:/snappy/openSUSE_Leap_15.0 snappy

Para openSUSE 15.1:

sudo zypper addrepo --refresh https://download.opensuse.org/repositories/system:/snappy/openSUSE_Leap_15.1 snappy

Para openSUSE 15.2:

sudo zypper addrepo --refresh https://download.opensuse.org/repositories/system:/snappy/openSUSE_Leap_15.2 snappy

Para openSUSE 42.3:

sudo zypper addrepo --refresh https://download.opensuse.org/repositories/system:/snappy/openSUSE_Leap_42.3 snappy

Para openSUSE Tumbleweed:

sudo zypper addrepo --refresh https://download.opensuse.org/repositories/system:/snappy/openSUSE_Leap_15.0 snappy

Nota: Caso você esteja utilizando uma versão diferente das propostas no momento da escrita deste artigo, basta trocar o final do link pela versão correspondente!

Passo 2 – Agora, vamos importar a chave do repositório e em seguida atualizar a nossa fonte de softwares:

sudo zypper --gpg-auto-import-keys refresh
sudo zypper dup --from snappy

Passo 3 – Vamos instalar o Snapd, e em seguida você precisa reiniciar a máquina para poder continuar:

sudo zypper install snapd

Passo 4 – Agora que você reiniciou a sua máquina, vamos habilitar e iniciar o serviço do Snap, a partir de agora, sempre que você precisar instalar um pacote Snap, basta ir direto para o comando de instalação:

sudo systemctl enable snapd
sudo systemctl start snapd

Caso você esteja usando a versão Tumbleweed, execute o comando abaixo:

sudo systemctl enable snapd.apparmor
sudo systemctl start snapd.apparmor

Passo 5 – E por fim, execute o comando de instalação do Colibri no openSUSE:

sudo snap install colibri

Instalando o Colibri no Red Hat Enterprise Linux

Para instalar o Colibri no Red Hat Enterprise Linux você precisa executar os comandos abaixo. Note que vamos precisar ativar o suporte Snap no Red Hat Enterprise Linux, então caso você já o tenha feito anteriormente, você pode pular o passo 1.

Passo 1 – Ativar o Snap no Red Hat Enterprise Linux, observe a versão do sistema antes de executar o comando:

Para RHEL 8, execute:

sudo dnf install https://dl.fedoraproject.org/pub/epel/epel-release-latest-8.noarch.rpm sudo dnf upgrade

Para RHEL 7, execute:

sudo subscription-manager repos --enable “rhel-*-optional-rpms” --enable “rhel-*-extras-rpms” sudo yum update
sudo yum install snapd
sudo systemctl enable --now snapd.socket
sudo ln -s /var/lib/snapd/snap /snap

Passo 2 – Comando para instalar o Colibri no Red Hat Enterprise Linux

sudo snap install colibri

É isso, esperamos ter ajudado você a instalar o Colibri no Linux!

Tecnologias Ubuntu Snappy devem chegar ao Android

Red Hat Enterprise Linux 7 e CentOS 7 recebem atualização importante de segurança do kernel

Red Hat Enterprise Linux 7 e CentOS 7 recebem atualização importante de segurança do Kernel

Escrito por Jardeson Márcio

Jardeson é Mestre em Tecnologia Agroalimentar e Licenciado em Ciências Agrária pela Universidade Federal da Paraíba. Atualmente é professor substituto na mesma Instituição e assessora a Secretaria de Planejamento, Orçamento e Meio Ambiente de sua cidade.
Entusiasta no mundo tecnológico, gosta de arquitetura e design gráfico. Economia, tecnologia e atualidade são focos de suas leituras diárias.
Acredita que seu dia pode ser salvo por um vídeo engraçado.

o-microsoft-edge-lanca-o-historico-entre-dispositivos-e-a-sincronizacao-de-guias

Internet Explorer começa a carregar sites no novo Microsoft Edge

como-instalar-o-youtube-dl-no-ubuntu-linux-mint-fedora-debian-manjaro-arch-linux-kde-neon-opensuse-centos-e-red-hat-enterprise-linux

Como instalar o Youtube-dl no Ubuntu, Linux Mint, Fedora, Debian, Manjaro, Arch Linux, KDE Neon, openSUSE, CentOS e Red Hat Enterprise Linux!