Etcher Logo

Aprenda aqui como instalar e configurar o Etcher para gravar imagens de distribuições Linux em pendrivers e cartões e utilizá-las em instalações e recuperações de sistemas.

Criando Um Pendrive De Boot Linux Com Etcher

O Etcher é um utilitário multiplataforma para gravação de imagens de sistemas em pendrivers e cartões SD. Ele funciona em plataforma Windows, Linux e MacOS. É simples, prático e extremamente funcional.

Ants de mais nada temos que realizar o download da ferramenta. Para isso vamos ao site do Etcher e descemos até a sessão “Download”.

Etcher DownloadComo podemos ver na imagem acima, temos opções para várias plataformas. Da mesma forma que existem pacotes expecíficos para Fedora e Debian, existe um AppImage que serve em qualquer distribuição. Vamos usar essa versão em nosso exemplo.

Instalando o Etcher:

A forma mais simples é a do AppImage. Portanto, faça download do AppImage referente a seu sistema (32-Bit ou 64-bit). Após o término do download abra uma janela de terminal na pasta em que o arquivo foi salvo. Vamos executar alguns comandos básicos:

Etcher - Install 1Foram então executados dois comandos:

unzip etcher-electron-1.4.4-linux-x64.zip

Na sequência:

./etcher-electron-1.4.4-x86_64.AppImage

O primeiro comando extrai o arquivo .ZIP baixado, já o segundo executa o AppImage. Como resultado teremos a tela:

Etcher - Install 2

Visto que nesta tela o AppImage pergunta se queremos criar um atalho no menu de nosso sistema, respondemos “Sim”. Assim nas próximas execuções podemos ir pelo menu e não mais ter que executar comandos.

O funcionamento:

Abrindo o programa, a tela apresentada será esta:

Etcher - Uso 1E com apenas três botões, já podemos perceber que o uso é bem simples. A princípio no primeiro botão selecionamos a imagem que desejamos gravar no pendrive (ou cartão sd). Continuando, o segundo botão selecionamos a unidade a ser gravado. Caso tivermos mais de uma unidade USB conectada ao PC ele fornecerá as opções de escolha. Por último o botão Flash!, é onde mandamos gravar no disco. Um exemplo da tela preenchida seria assim:

Etcher - Uso 2

Desse modo, ao clicarmos no “Flash!” basta apenas aguardar o processo ser finalizado.

 

Enfim caso tenha restado alguma  dúvida, entre em nosso grupo do Telegram que lá teremos o prazer de lhe ajudar. Siga-nos em nosso Twitter para estar recebendo as novidades do blog.

PS.: Eu não cheguei a usar o Etcher em outros sistemas operacionais, mas acredito que tanto em Windows quanto em MacOS o funcionamento deva ser igualmente simples.

Até a próxima.

fredney
Analista de Sistemas por formação e amante de tecnologia de coração. Usuário de sistemas Linux desde 1998, entusiasta pela liberdade de escolha e pela disseminação de conteúdo. Ciclista amador nas horas vagas e engenheiro (fazer engenhocas) quando necessário.

    Instalando O KODI No Fedora 28 E Configurando DLNA E Firewall

    Previous article

    Recuperando Espaço Em Disco Após Remover Uma Distribuição Linux Com GParted

    Next article

    You may also like

    More in Dicas