Hoje é:07/03/2021
Depois de 30 anos, Kernel Linux ainda recebe atualização para driver de disquete

Depois de 30 anos, Kernel Linux ainda recebe atualização para driver de disquete

Estamos em pleno 2021 e uma relíquia importante para muitos saudosistas ainda recebe atualização para o driver no kernel Linux: o disquete. Isso mesmo, o driver de disquete do kernel Linux remonta aos dias originais do kernel em 1991. Porém, ainda recebe manutenção trinta anos depois, com uma correção ocasional.

Surpreendentemente, enviaram um patch ao subsistema de blocos do kernel Linux antes da janela de mesclagem do Linux 5.12 em torno do código do disquete. Assim, deveremos ter essa atualização para disquetes nos próximos meses, antes de julho.

Kernel Linux ainda recebe atualização para driver de disquete mesmo depois de 30 anos

O patch é uma correção O_NDELAY para o driver de disquete para endereçar um punhado de mensagens no log do kernel do driver de disquete. Além disso, o driver falha em uma montagem antes de ser aberto sem O_NONBLOCK pelo menos uma vez. Esses problemas de driver de disquete receberam correção com este novo patch pelo desenvolvedor de kernel de longa data Jiri Kosina do SUSE.

Jiri originalmente corrigiu o problema em 2016. No entanto, houve algum estrago na época e depois precisou de uma reversão no mesmo ano devido aos problemas. Então, demorou quase cinco anos, contudo, para Jiri resolver o problema original com este novo patch.

Patches eventuais

Entretanto, o driver de disquete do Linux na verdade ainda vê o patch ocasional agora em 2021. Ainda há patches de vez em quando para o código do disquete, como pode ser visto em uma busca rápida no Git com uma limpeza do código do disquete no ano passado abrangendo muitos commits, entre outros trabalhos aleatórios ao longo dos anos. E são trabalhos pesados, o que pode surpreender muita gente.

Resta esperar por quanto tempo o driver de disquete do Linux permanece. Está cada vez mais difícil imaginar alguma utilidade importante para o uso de disquetes em computadores e notebooks. Apenas os mais fãs de relíquias ainda se interessam em ter o recurso, mais como uma curiosidade. Afinal, fora algum equipamento industrial, onde mais ele poderia ser usado e para que? No entanto, ele está lá no contexto de execução de uma versão moderna do kernel Linux . Felizmente, o fardo do código para mantê-lo por perto é mínimo. Portanto, o uso do disquete no Linux parece longe do fim.

Jornalista com pós graduações em Economia, Jornalismo Digital e Radiodifusão. Nas horas não muito vagas, professor, fotógrafo, apaixonado por rádio e natureza.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *