in

Driver de vídeo Nvidia 460.32.03 adiciona suporte para GPUs RTX A6000

Veja os novos recursos, inclusive para Linux.

Driver de vídeo Nvidia 460.32.03 adiciona suporte para GPUs RTX A6000

O driver de vídeo Nvidia 460.32.03 acaba de sair hoje e adiciona suporte para GPUs RTX A6000, além de melhorias no Vulkan. O driver Nvidia 460.32.03 é a versão mais recente do ramo de produção para sistemas GNU/Linux, FreeBSD e Solaris com inúmeras melhorias, novos recursos e correções de bugs.

Para todas as plataformas suportadas, o driver de vídeo Nvidia 460.32.03 adiciona suporte para GPUs NVIDIA RTX A6000, introduz um novo local de cache de disco padrão para o OpenGL/Vulkan Shader e altera seu tamanho padrão de 128 MB para 1024 MB e altera a opção AllowEmptyInitialConfiguration para “Verdadeiro” por padrão. Assim, isso vai evitar falhas ao iniciar o servidor X se nenhum monitor estiver conectado.

Além disso, o Nvidia 460.32.03 suporta melhor os aplicativos que transferem dados entre as superfícies de vídeo VDPAU e a memória do sistema, melhorando a implementação do NVIDIA VDPAU ao usar formatos planos ou semiplanares e adiciona um novo token “NoInterlacedModes” à opção “ModeValidation” do driver restringir a validação de modos entrelaçados.

Driver de vídeo Nvidia 460.32.03 adiciona suporte para GPUs RTX A6000

Driver de vídeo Nvidia 460.32.03 adiciona suporte para GPUs RTX A6000

Apenas para usuários GNU/Linux, Nvidia 460.32.03 adiciona suporte para a otimização “Reverse PRIME Bypass” para contornar a sobrecarga de largura de banda de PRIME Display Offload e PRIME Render Offload sob certas condições. Do mesmo modo, adiciona suporte para rotação RandR.

Por outro lado, melhora o suporte para Linux 5.4 LTS e kernels mais recentes que causaram regressões de desempenho ao alocar memória do sistema e melhora o suporte Vulkan, adicionando suporte para várias extensões, incluindo:

  • VK_KHR_acceleration_structure, VK_KHR_ray_tracing_pipeline;
  • VK_KHR_ray_query, VK_KHR_pipeline_librar;
  • o VK_KHR_deferred_host_operations;
  • VK_NV_fragment_shading_rate_enums;
  • VK_KHR_fragment_shading_rate;
  • e VK_KHR_shader_terminate_invocation;
  •  VK_EXT_shader_image_atomic_int64;
  • e VK_KHR_copy_commands2.
  • Ele também suporta a importação de memória em cache por meio da extensão VK_EXT_external_memory_host;
  • reduz o consumo de memória do host para a memória do descritor;
  • corrige um problema com as constantes VK_ACCESS_MEMORY_READ_BIT e VK_ACCESS_MEMORY_WRITE_BIT quando são usadas como parte de uma passagem de renderização;
  • e corrige um bug que tornava os aplicativos Vulkan falha ao inicializar se o servidor X11 conectado não expôs o suporte GLX.

Várias correções de bugs também estão presentes nesta versão para melhorar a caixa de diálogo de configuração do modo de mosaico SLI das configurações da nvidia para não deixar os monitores habilitados se não forem mais necessários, melhorar o relatório de resoluções de tela dimensionadas configuradas nas configurações da nvidia para RandR, melhore a configuração dos visores DisplayPort Multi-Stream Transport e evite qualquer corrupção ao copiar de um pixmap X11 para uma janela de sobreposição RGB.

Por último, o Nvidia 460.32.03 remove o suporte para vários atributos NV-CONTROL de bloqueio de quadro obsoletos, incluindo:

  • NV_CTRL_FRAMELOCK_MASTER;
  • NV_CTRL_FRAMELOCK_SLAVES;
  • NV_CTRL_FRAMELOCK_MASTERABLE;
  • e NV_CTRL_FRAMELOCK_SLAVEABLE XMode;
  • e remove o aviso de truncamento XM mais antigo para o arquivo de configuração “string XM”  via nvidia-settings.

O driver de vídeo Nvidia 460.32.03 está disponível para download agora para distribuições Linux de 64 bits e AArch64 (ARM64), sistemas FreeBSD de 64 bits, bem como sistemas Solaris de 64 bits e 32 bits no site oficial . Se a instalação manual não é sua praia, você deve conseguir instalar a nova versão dos repositórios estáveis de sua distro nos próximos dias.