Categorias

o-android-13-tem-codinome-interno-vazado-a-aposta-agora-e-a-sobremesa-tiramisu

Android

Games

Notícias

Tutoriais Linux

Vídeos

Notícias

06/01/2021 às 11:32

5 min leitura

Avatar Autor
Por Claylson Martins

GitHub está liberado para desenvolvedores no Irã

GitHub está liberado para desenvolvedores no Irã

O GitHub anunciou na terça-feira que garantiu uma licença para permitir que desenvolvedores sediados no Irã usem seus serviços. Antes de adquirir a licença, os desenvolvedores iranianos só tinham acesso limitado ao GitHub devido a sanções impostas pelos EUA. Portanto, a partir de agora, o GitHub está liberado para desenvolvedores no Irã.

Essas sanções proíbem qualquer empresa dos EUA de fazer negócios com qualquer pessoa em um local com proibições, disse o CEO do GitHub, Nat Friedman, em uma postagem de blog. O GitHub confirmou em meados de 2019 que tinha contas restritas com base no Irã, Crimeia, Cuba, Coreia do Norte e Síria. Assim, todos enfrentam sanções dos EUA, o que significa que os desenvolvedores desses lugares foram impedidos de obter acesso a repositórios privados.

GitHub está liberado para desenvolvedores no Irã

GitHub está liberado para desenvolvedores no Irã

Para desenvolvedores nesses lugares, o GitHub forneceu apenas informações limitadas sobre o que pode ser acessado.

“Para usuários individuais, que não sofrem sanções econômicas dos EUA, o GitHub oferece atualmente serviços com limitações a usuários nesses países e territórios. Isso inclui acesso limitado aos serviços de repositório público do GitHub apenas para comunicações pessoais”, disse o GitHub.

O GitHub também observa em sua página sobre controles comerciais dos EUA que as sanções se aplicam ao seu serviço de hospedagem on-line, GitHub.com, mas seu software pago no local – voltado para usuários corporativos – pode ser uma opção para usuários nessas circunstâncias.

Os usuários são responsáveis por garantir que o conteúdo que desenvolvem e compartilham no GitHub.com está em conformidade com as leis de controle de exportação dos EUA, incluindo o EAR (Regulamentos de Administração de Exportação) e os Regulamentos de Tráfego Internacional dos EUA (ITAR), diz o GitHub. 

Com o anúncio, pelo menos para desenvolvedores no Irã, a empresa vai agora reverter todas as restrições e restabelecer o acesso total às contas afetadas.

Processo de liberação demorou dois anos

A obtenção da licença levou dois anos, disse Friedman, e envolveu “um processo longo e intensivo de defesa do acesso amplo e aberto” ao Escritório de Controle de Ativos Estrangeiros dos Estados Unidos.

Ele acrescentou que a empresa agora trabalhará com o governo dos EUA para garantir licenças semelhantes para desenvolvedores na Crimeia e na Síria.

No mês passado, o GitHub lançou uma nova avaliação de segurança para solicitações pull chamada revisão de dependência. A nova ferramenta dará aos desenvolvedores uma visão geral de quais dependências farão parte ou saíram de um projeto. Além disso, é possível saber quando haverá atualizações ou quantos outros projetos dependem de uma dependência. Da mesma forma, qualquer informação de vulnerabilidade associada a eles, disse o GitHub.

ZDNet

Jornalista com pós graduações em Economia, Jornalismo Digital e Radiodifusão. Nas horas não muito vagas, professor, fotógrafo, apaixonado por rádio e natureza.

Últimos artigos

Newsletter

Receba nossas atualizações!

Newsletter

Receba nossas atualizações!
  • Este campo é para fins de validação e não deve ser alterado.