in

Huawei para os EUA: veja seu próprio histórico de espionagem antes de nos acusar

Ela reiterou que não possui as habilidades de espionagem que os EUA alegam.

Samsung e SK Hynix solicitam licença dos EUA para continuar negociando com a Huawei
A Huawei foi adicionada a uma lista pelo governo Trump, o que significava que as empresas americanas não poderiam fazer negócios com a empresa sem a aprovação dos EUA.

Após as alegações de autoridades americanas de que há evidências de espionagem por parte da Huawei, a empresa chinesa revidou. A Huawei reiterou que não possui as habilidades de espionagem que os EUA alegam e que os próprios EUA têm um extenso histórico de espionagem nas redes de telefonia móvel.

Huawei e o histórico de espionagem dos EUA

A Huawei, em comunicado enviado a organizações de notícias, afirmou:

Como evidenciado por meio dos vazamentos de Snowden, a América tem secretamente acesso a redes de telecomunicações internacionais, espionando diferentes países há um bom tempo. O documento do Washington Publish desta semana sobre como a CIA usou uma empresa de criptografia como agente secreto em diferentes países por muitos anos é apenas mais uma evidência.

Em uma reportagem do Wall Street Journal, autoridades de segurança nacional afirmaram que os EUA têm evidências de que a Hauwei tem acesso às redes de telefonia móvel usando backdoors. Como de costume, o governo se recusou a compartilhar essas evidências com o público. Porém, forneceu detalhes a aliados, incluindo o Reino Unido e a Alemanha, que foram advertidos a não usar equipamentos da Huawei em suas redes 5G. Caso estes países resolvam usar a tecnologia da empresa chinesa, perderão privilégios de compartilhamento de informações com os EUA.

O Journal observa que os fabricantes que vendem equipamentos de telecomunicações para operadoras devem incluir backdoors para que as autoridades acessem a rede para fins legais. Todavia, os fabricantes são obrigados a construir equipamentos de forma que os próprios fabricantes não possam ter acesso sem o consentimento da operadora da rede. Autoridades dizem que o equipamento da Huawei permite que a empresa acesse essas redes sem o conhecimento da operadora. Por outro lado, a empresa insiste que isso é impossível.

A Huawei se defende

A empresa diz:

A Huawei é apenas um fornecedor de equipamentos. Nesse papel, seria impossível acessar as redes dos clientes sem sua autorização e visibilidade. Não temos a capacidade de ignorar operadoras, controle de acesso e obter dados de suas redes sem ser detectado por todos os firewalls ou sistemas de segurança normais. De fato, mesmo o The Wall Street Journal admite que as autoridades americanas são incapazes de fornecer detalhes concretos sobre essas chamadas “backdoors”.

Huawei para os EUA: veja seu próprio histórico de espionagem antes de nos acusar
O hardware 5G e o Mate 30 da Huawei não usam mais componentes americanos. Crédito da imagem: REUTERS | Rodrigo Garrido.

Por fim, a Huawei acrescentou que as “interfaces de interceptação estão sempre localizadas em instalações protegidas do lado do operador”. Além disso, afirmou que elas são administradas e usadas “exclusivamente por transportadoras e reguladores”.

Fonte: Tech Spot