Notícias

02/12/2021 às 18:00

5 min leitura

Avatar Autor
Por Jardeson Márcio

O futuro do iPhone talvez seja uma metamorfose em fone de ouvido AR

Apple afirma que a empresa irá substituir o iPhone pelo seu próximo fone de ouvido AR em dez anos

O futuro do iPhone talvez seja uma metamorfose em fone de ouvido AR

As últimas notícias apontam que a Apple está voltada para o desenvolvimento de produtos de realidade aumentada. Rumores apontam que a empresa lançará seu primeiro fone de ouvido AR até o final do próximo ano. Mas, agora, as informações que chegam é que a Apple poderá substituir o iPhone pelo seu próximo fone de ouvido AR.


As informações vêm do analista Ming-Chi Kuo, que explica que o objetivo da Apple é substituir o iPhone pelo AR em dez anos. Assim, essa transição teria início no próximo ano, com o lançamento do fone de ouvido AR da Apple, que será usado como um dispositivo independente.

Isso significa que o fone de ouvido AR não se conectará a um dispositivo secundário e não será usado como um dispositivo complementar, como o Apple Watch, por exemplo. De acordo com as informações do MacRumors (Via: WCCFTech) Para reforçar seus planos, a Apple pretende oferecer suporte a uma “ampla gama de aplicativos” para substituir o iPhone.

O fone de ouvido AR também oferece suporte a recursos de VR, graças a um par de monitores 4K Micro OLED fornecidos pela Sony. Para alimentar o fone de ouvido, a Apple usará processadores do tipo M1 para oferecer suporte a recursos de ponta. A empresa precisará se esforçar muito para trazer um dispositivo que substitua o iPhone.

O iPhone pode ser substituído por um fone de ouvido AR em dez anos

o-futuro-do-iphone-talvez-seja-uma-metamorfose-em-fone-de-ouvido-ar
Imagem: Reprodução | WCCFTech

Para que a Apple consiga êxito nesse headset, terá que trazer um processador separado para o headset AR, já que o poder de computação do sensor é significativamente maior do que o do iPhone. 

Kuo aponta, por exemplo, que o fone de ouvido AR requer pelo menos 6 a 8 módulos ópticos para fornecer simultaneamente serviços de AR de vídeo contínuo e transparente aos usuários. Em comparação, um iPhone requer até 3 módulos ópticos rodando simultaneamente e não requer computação contínua.

De acordo com as informações de Kuo acerca desse dispositivo, ele contará com 2 processadores para reforçar vários recursos que requerem poder de computação adicional. O processador principal será um processador do tipo M1, enquanto um SoC comparativamente inferior lidará com os sensores do fone de ouvido.

Prevemos que o headset AR da Apple a ser lançado no 4T22 será equipado com dois processadores. O processador de ponta terá poder de computação semelhante ao M1 para Mac, enquanto o processador de ponta será responsável pela computação relacionada ao sensor.

Ainda de acordo com ele, “O design da unidade de gerenciamento de energia (PMU) do processador de última geração é semelhante ao do M1 porque tem o mesmo nível de poder de computação do M1′.

Como esse dispositivo deve ser lançado no quarto trimestre de 2022, a Apple potencialmente começará a fabricar no segundo semestre do próximo ano. No entanto, os esforços para o desenvolvimento deve começar muito antes.

Via: WCCFTech

Jardeson é Mestre em Tecnologia Agroalimentar e Licenciado em Ciências Agrária pela Universidade Federal da Paraíba. Entusiasta no mundo tecnológico, gosta de arquitetura e design gráfico. Economia, tecnologia e atualidade são focos de suas leituras diárias. Acredita que seu dia pode ser salvo por um vídeo engraçado.

Mais lidas

Últimos posts

Newsletter

Receba nossas atualizações!

Newsletter

Receba nossas atualizações!
  • Este campo é para fins de validação e não deve ser alterado.
×