in ,

Google e Ubisoft apresentam o Agones, um servidor aberto para jogos

Google e Ubisoft apresentam o Agones, um servidor aberto para jogos baseado em Kubernetes.

Google e Ubisoft anunciaram uma parceria para criar uma ferramenta Open Source para que desenvolvedores possam  trabalhar seus jogos no suporte a multijogadores online. O nome do projeto é Agones. Ele se concentra em servidores de hospedagem para os jogos que podem ser personalizados para as necessidades dos desenvolvedores. O projeto Agones é desenvolvido pela Google em parceria com a Ubisoft.

Kubernetes emergiu como o padrão comum de código aberto

Os jogos que suportam multiplayer on-line estão cada vez mais procurados. Na verdade, os jogos que permitem apenas um player vêm perdendo espaço para outros como como Call of Duty, Battlefield e Counter Strike.

A maioria dos jogos para múltiplos jogadores on-line fazem com que os jogadores se conectem a um serviço que os agrupa com base no critério de nível de habilidade. Este serviço fornece instruções para um gestor de servidor de jogos. É usado um servidor dedicado dentro de um cluster de máquinas para que os jogadores possam se conectar.

O que o projeto Agones pretende fazer?

Basicamente, o que se procura é substituir os clusters “tradicionais” por outros criados no Kubernetes, a conhecida solução de contêineres do Google. O Kubernetes é um sistema de código aberto para automatizar implantação, dimensionamento e gerenciamento de aplicativos.

O objetivo da Agones é simplificar as operações de multiplayer online usando Kubernetes, permitindo a execução de todos os componentes dos itens em um lugar e uma plataforma. Google entra com o gerenciamento de contas, inventário, mercados e serviços adicionais que podem ser encontrados nos jogos.

Outra vantagem proporcionada pelo Agones é a capacidade de usar a estrutura que entenderem mais conveniente. Seja em suas próprias máquinas, ambientes de nuvem híbrida ou compartilhada por um grupo.

Ubisoft é uma empresa com grande credibilidade no mundo dos jogos.

No anúncio oficial do Google você também pode ver alguma documentação sobre como Agones está sendo desenvolvido.

Escrito por Claylson Martins

Jornalista com pós graduações em Economia, Jornalismo Digital e Radiodifusão.

Linux é o preferido dos desenvolvedores

Chromium também pode ser instalado via Snap