in

Parlamento Europeu vota a favor do “direito de reparar”

A UE espera que os fabricantes apresentem produtos que são projetados de forma mais sustentável.

Parlamento Europeu vota a favor do "direito de reparar"
Imagem: @alexkixa | Unsplash.

As regras do “direito de reparar” na União Europeia (UE) acabam de ficar mais fortes com o Parlamento Europeu votando a favor da lei. A nova lei determina que os dispositivos devem ser úteis por um período mais longo antes de precisarem ser reciclados ou jogados na lixeira.

A nova decisão se estende a smartphones, tablets e laptops. Espera-se agora que a Comissão da UE “desenvolva e introduza uma rotulagem obrigatória, para fornecer informações claras, imediatamente visíveis e fáceis de entender aos consumidores sobre a vida útil estimada e a reparabilidade de um produto no momento da compra”.

Parlamento Europeu vota a favor do “direito de reparar”

A UE também espera que os fabricantes apresentem produtos que são projetados de forma mais sustentável. Eles devem ser mais duráveis, reutilizáveis, atualizáveis e construídos com mais materiais reciclados.

Parlamento Europeu vota a favor do "direito de reparar"
As regras do “direito de reparar” na União Europeia acabam de ficar mais fortes com o Parlamento Europeu votando a favor da lei. Imagem: Apple.

A União Europeia também está planejando introduzir um novo esquema que ajudaria os consumidores a vender ou devolver facilmente telefones, tablets e carregadores antigos. A regra também faz parte do objetivo mais amplo da UE de reduzir o lixo eletrônico.

Além disso, espera-se que uma pontuação de reparo possa ser introduzida pela comissão. Um inquérito da UE sugeriu que 77% dos cidadãos são a favor de reparar os seus dispositivos em vez de os substituir, enquanto 79% acreditam que os fabricantes devem ser legalmente obrigados a reparar os dispositivos digitais ou a substituir as suas peças individuais.

Por fim, a Comissão da UE definirá as regras reais que regem a rotulagem de produtos nas áreas de vida útil estimada e reparabilidade. A meta estabelecida para ver essas regras tomarem forma é 2021; portanto, estamos à beira de uma revolução na forma como os eletrônicos são vistos em comparação com sua natureza descartável atual.

XDA Developers

União Europeia planeja introduzir backdoors em aplicativos de mensagens

União Europeia impôs sanções contra China, Rússia e Coreia do Norte por hacks

União Europeia troca o WhatsApp pelo Signal