Popcorn Time é bloqueado após queixa

Claylson Martins
5 minutos de leitura

O famoso serviço de streaming e IPTV Popcorn Time teve bloqueado seu repositório no GitHub após denúncia da Motion Picture Association, Inc. (MPA).  O Popcorn é atualmente parte de um projeto de desenvolvedores da Universidade Politécnica da Virgínia que o enviaram como uma proposta para seu desenvolvimento em kernel Linux.A Motion Picture Association representa interesses dos principais estúdios de televisão dos EUA e possui direitos exclusivos para exibir muitos filmes e programas de televisão.

Popcorn Time é bloqueado após queixa

Popcorn Time é bloqueado após queixa

Esse bloqueio resultou de uma reclamação de violação da Lei da era digital sobre direitos autorais (DMCA) nos Estados Unidos.

Então, ao acessar o repositório, o anúncio é exibido:

Repositório não disponível devido à remoção do DMCA.

No momento, este repositório está desativado devido a um aviso de exclusão do DMCA. Desativamos o acesso público ao repositório. O aviso foi publicado publicamente.

Se você é o proprietário do repositório e acredita que seu repositório foi desativado como resultado de erro ou identificação incorreta, você tem o direito de registrar uma contranotificação e redefinir o repositório.

Para quem não sabe, o programa “Popcorn Time” fornece recursos para pesquisar e assistir a vídeos por streaming, localizado em várias redes BitTorrent, sem esperar que seja baixado completamente no computador. Portanto, na verdade, ele é um cliente BitTorrent aberto com um media player embutido.

Basicamente, o que ele faz é transmitir, reproduzir e baixar filmes, programas de TV, séries e anime on-line a partir de arquivos torrent.

A Association of Film Companies exigiu bloquear os repositórios de pop-corn-desk e popcorn-api., Eles alegam que o desenvolvimento e o uso do software leva à violação de direitos autorais em filmes e programas de televisão.

Os arquivos e códigos identificados no repositório são supostamente usados especificamente para procurar e obter cópias piratas de filmes e programas de televisão, violando a lei de direitos autorais.

Em particular, alguns dos arquivos fornecidos como parte do projeto (YtsProvider.js, BaseProvider.js, apiModules.js, torrent_collection.js) contêm links para sites invadidos e rastreadores de torrent que fornecem acesso a cópias não licenciadas de filmes. O projeto também usa as APIs fornecidas por esses sites para dar acesso a conteúdo falsificado no aplicativo Popcorn Time.

A mesma ação foi tentada antes

Curiosamente, em 2014, o MPA já tentou bloquear o Popcorn Time no GitHub com o pretexto de que o programa foi criado especificamente para acessar cópias piratas de filmes e programas de televisão. Naquela época, os repositórios popcorn-app, popcorntime-desktop e popcorntime-android estavam bloqueados.

A MPA também forçou os desenvolvedores a parar de desenvolver sob a ameaça de reivindicações legais e anunciou oficialmente o fechamento do projeto. Porém, ele retornou com força por meio de um fork, o popcorntime.io. Contudo, os criadores do Popcorn Time original claramente não estavam associados a popcorntime.io, mas eles alegaram ser seu sucessor do projeto fechado. Além disso, outros forks surgiram ao redor do mundo.

Em 2015, a MPA, por meio dos tribunais do Canadá e da Nova Zelândia, concluiu o término do popcorntime.io e a transferência do domínio para as mãos da MPA, mas os desenvolvedores transferiram o projeto para o domínio popcorntime.sh. A MPA garantiu uma decisão no Reino Unido e Israel para bloquear os provedores de acesso à URL para baixar o Popcorn Time.

Na Dinamarca, o site popcorntime.dk foi fechado e seus criadores foram presos, mas verificou-se que eles não estavam relacionados aos desenvolvedores e apenas forneceram informações sobre o serviço. Na Noruega, foi apreendido o domínio Popcorn-Time.no, que fornecia links para o download do Popcorn Time.

Do mesmo modo, muitos usuários alemães do Popcorn original pagaram uma multa de € 815 por danos resultantes não apenas da visualização, mas também da distribuição de conteúdo ilegal. Isso ocorria por meio do BitTorrent.

Desde Linux

Share This Article
Follow:
Jornalista com pós graduações em Economia, Jornalismo Digital e Radiodifusão. Nas horas não muito vagas, professor, fotógrafo, apaixonado por rádio e natureza.