in

Por que distribuições são lançadas com kernels diferentes?

Neste artigo, saiba por que distribuições são lançadas com kernels diferentes.

Por que e como instalar o Kernel LTS no Arch Linux?
Imagem reprodução Average Linux User

Já se perguntou por que tantas distribuições usam kernels diferentes? O Mint, por exemplo, tem uma diferença entre os seus. O LMDE usa o kernel 4.9 e o Linux Mint Cinnamon usa o kernel 4.15.0. Mas, deveriam eles todos usar o mesmo kernel?

Há problemas de segurança por não usar um kernel atualizado? Ou está tudo bem em distribuições usarem qualquer kernel?

As 3 razões principais pelas quais distribuições são lançadas com kernels diferentes

Por que distribuições são lançadas com kernels diferentes?
Vários kernels estão disponíveis.

Em primeiro lugar, as diferentes distribuições costumam ser lançadas em épocas diferentes. Por exemplo, o Ubuntu 18.04 foi lançado em abril de 2018 e saiu com a versão 4.15 do kernel. O Fedora 28 foi lançado em maio de 2018 e usou a versão 4.16 do kernel. Pequenas diferenças em calendários de lançamento podem fazer uma leve diferença nas versões do kernel.

Em segundo lugar, projetos diferentes usam bases diferentes ou distribuições-pais. Voltando ao exemplo do início deste artigo, o Linux Mint mantém dois ramos principais: um baseado no Ubuntu e um baseado no Debian. Linux Mint Debian Edition 3 foi baseado no Debian 9 e usa a versão 4.9 do kernel de sua distribuição-pai. A principal edição do Mint usa o Ubuntu 18.04 como sua base e herda a versão 4.15 do kernel.

A terceira razão é que diferentes distribuições possuem leves diferenças nos objetivos de suporte e, às vezes, escolherão a dedo seus kernels para casar com o que querem. Kernels diferentes são suportados pelos desenvolvedores do kernel por diferentes períodos de tempo, com mais ou menos a cada quinta versão recebendo suporte de longo período. Distribuições na vanguarda, como aquelas como a família Arch Linux, geralmente usarão a última versão estável do kernel. Outros projetos, como o Debian e o CentOS, que fornecem atualizações de segurança por anos, estarão mais inclinados a usar kernels de suporte de longo período (LTS, sigla em inglês). Você pode ver quais kernels recebem suporte de longo período em kernel.org.

Com informações de DistroWatch.

Leia também: Kernel Linux 5.4 apresenta mais novidades

Escrito por Leonardo Santana

Astrônomo amador, eletrotécnico e apaixonado por TI desde o século passado.

Nvidia firma acordo com VMware para oferecer GPUs virtualizadas

Nvidia firma acordo com VMware para oferecer GPUs virtualizadas

Wayland 1.18 lançado

Weston 7.0 é lançado