in

Qual o limite de armazenamento no Linux?

Neste artigo, saiba quantos GB podem ser gerenciados pelo Linux.

Qual o limite de armazenamento no Linux?

Antes de mais nada, já se perguntou sobre os limites de armazenamento suportados pelo Linux? Conheça-os neste artigo. A princípio, existem limites teóricos sobre a quantidade de discos, memória e espaço de swap você consegue acessar com uma distribuição Linux.

O limite de armazenamento e o Linux

Qual o limite de armazenamento no Linux?
O Linux consegue gerenciar grandes quantidades de dados.

Visto que a quantidade de memória que o Linux consegue acessar pode variar de uma arquitetura de processador para outra, você encontrará diferentes restrições de tamanho de memória. Assim, dependerá do número de registros em sua CPU e do quão grandes eles são. Em um processador x86_64, que é usado na maioria dos computadores e notebooks modernos, a quantidade de memória que o Linux consegue acessar é de cerca de 16 TB de RAM. Logo, isso é cerca de mil vezes mais que a média utilizada nos computadores na loja mais perto de sua casa.

Portanto, a quantidade de dados que conseguimos escrever num disco rígido vai variar muito dependendo de qual sistema de arquivos estamos utilizando. O famoso sistema de arquivos ext4 tem um limite máximo de cerca de 1 EiB, o que equivale a 1 milhão de terabytes. Outro sistema de arquivos, chamado XFS, é muitas vezes utilizado por distribuições de classe empresarial e consegue armazenar até 8 EiB de dados. Se isso ainda não for o bastante, o formato avançado Btrfs fornece 16 EiB de armazenamento. Nesta arena o ZFS provavelmente tem o maior limite teórico de capacidade de armazenamento: 256 trilhões de YiB (yobibyte).

Outra opção

É bom pontuar que os sistemas de arquivo acima são para apenas um sistema de arquivo. Nós poderíamos montar múltiplos sistemas de arquivos massivos e/ou anexar armazenamento adicional pela rede via um NAS (Network Attached Storage – assunto para outro artigo). Em suma, você provavelmente ficará sem dinheiro para novos discos rígidos antes de atingir o limite máximo de dados que conseguimos escrever num sistema de arquivos.

Quando se trata de swap

O limite máximo de espaço para swap é um pouco menos impressionante. De antemão, a quantidade máxima de espaço para swap que podemos usar novamente vai variar de uma arquitetura de hardware para outra. Porém, a página do manual do comando mkswap oferece algumas boas estimativas. O número máximo de áreas para swap (arquivos ou partições dedicadas como espaço para swap) é 32. O número máximo de páginas em uma área de swap é de cerca de 4 bilhões. O tamanho de uma página pode variar, mas tipicamente será de 4.096 bytes. Então, a quantidade máxima de espaço para swap é de provavelmente 4.096 bytes por página, multiplicado pelas cercas de 4 bilhões de páginas em uma partição swap, multiplicado pelos 32 espaços de swap: 512 TB.

Afinal, gostou de saber do limite máximo suportado por cada tipo de sistema de arquivo no Linux?

Não deixe de compartilhar!

Com informações de DistroWatch.

Leia também: Canonical confirma planos de ZFS para o Ubuntu 19.10

Written by Leonardo Santana

Astrônomo amador e eletrotécnico. Apaixonado por TI desde o século passado.

Automotive Grade Linux lança oitava versão

Automotive Grade Linux lança oitava versão

Linux Kernel 5.0 atinge o fim da vida útil

O tamanho do kernel Linux