in

Quanta energia as placas de vídeo realmente consomem?

Determinar quanta energia os componentes do PC consomem é uma pergunta surpreendentemente difícil.

O rastreamento do consumo exato de energia de um determinado componente, seja CPU, placa de vídeo ou RAM, requer um ferro de solda e alguma habilidade em usá-lo. No site Tom’s Hardware, eles construíram para si uma extensa plataforma de testes de placas de vídeo e colocaram uma enorme variedade de placas em seus postos para responder a uma pergunta: quanta energia as placas de vídeo realmente consomem?

Quanta energia as placas de vídeo realmente consomem?
Determinar quanta energia os componentes do PC consomem é uma pergunta surpreendentemente difícil.

Quanta energia as placas de vídeo realmente consomem?

Como as CPUs, as placas de vídeo (GPUs) têm uma classificação TDP. Assim como as CPUs, essa classificação TDP é melhor considerada como uma métrica para dissipação de energia da placa de vídeo (ou seja, quanto calor o cooler precisa ser capaz de lidar) em oposição a uma métrica exata de consumo de energia. Nem a Nvidia nem a AMD garantem que uma GPU de 150 W consumirá exatamente 150 W, por exemplo.

Existem ferramentas de software para relatar o consumo de energia da GPU, mas aplicativos ainda dependem da GPU informando à aplicação quanta energia está usando. As GPUs da Nvidia relatam o consumo total de energia para o programa com bastante precisão, mas a AMD relata apenas o consumo real de energia da GPU, não o impacto do restante da placa. A nova plataforma de testes da THG contorna esse problema de maneira bastante agradável.

Quanta energia as placas de vídeo realmente consomem?
Imagem: THG.

As implicações do gráfico

As implicações deste gráfico são que a Radeon 5700 utiliza aproximadamente 55% da potência da Vega RX 64, uma melhoria de quase 2x em desempenho/watt.

Esse tipo de conquista pinta os ganhos de eficiência de energia baseados em Navi da AMD. É verdade que os 7 nm da AMD ainda estão competindo contra os 12 nm da Nvidia. Todavia, a AMD ainda fez algumas melhorias muito genuínas com o RDNA. Ela afirma que será capaz de duplicar essa façanha com o RDNA2.

Há outro grupo interessante entre a Asus RTX 2060 Super e a GTX 1080 FE (169 W e 180 W), mostrando como o desempenho e o consumo de energia tendem a se agrupar em torno de um ponto comum, mesmo entre gerações de produtos. A RX 590 e a RX 5700 XT são outro ponto de comparação realmente interessante, mostrando quanto desempenho às vezes pode ser aprimorado dentro do mesmo envelope de potência.

Fonte: Extreme Tech