Red Hat encerra outro serviço utilizado pelas distribuições comunitárias

O foco da Red Hat agora é dificultar ao máximo qualquer tentativa de clone ou fork de qualquer um de seus produtos!

Emanuel Negromonte
2 minutos de leitura

A Red Hat segue focada em destruir qualquer chance de forks do Red Hat Enterprise Linux. A empresa tem feito manobras internas, já conhecidas, para dificultar qualquer possibilidade de criação ou manutenção de distribuições Linux baseadas no RHEL. Nas últimas semanas a empresa que ficou conhecida por acabar com o CentOS, resolveu encerrar um outro serviço. Anteriormente já tinhámos visto a empresa dizer que Red Hat diz que feedback da Comunidade Linux é cheio desinformação, mal-entendido e questionamentos.

Mas, precisamos por aspas, encerrar o serviço para que todos tenham acesso. No último dia 10 de outubro de 2023, a Red Hat comunicou que encerrou a lista de discussão rhsa. A medida afeta todas as distribuições baseadas no RHEL e também todos os parceiros terceirados que prestam suporte ao sistema da Red Hat.

No entanto, como um ato de bondade e caridade, a Red Hat comunicou que os arquivos antes do dia 10 continuarão disponíveis neste link.

Quem poderá utilizar o serviço cancelado da Red Hat?

Simples, quem paga. Se você tem uma assinatura Red Hat poderá continuar usufruindo normalmente do serviço. Mas, se você é um freelancer ou algum parceiro vinculado ao RHEL, terá que pagar uma assinatura.

Em um anúncio frio e quase congelante, a Red Hat disse que para continuar recebendo informações sobre avisos de segurança lançados”, você pode configurar notificações em https://www.redhat.com/wapps/ugc/ protected/notif.html após fazer login em sua conta. O resto de nós (e presumo que isso inclua também o consórcio Rocky/Oracle/SUSE) “podemos fazer uso do feed RSS da Red Hat Security Errata” em https://access.redhat.com/security/data/metrics/ rhsa.rss, que suspeito que não será uma fonte tão boa quanto a que os titulares de assinaturas recebem.

E assim, a nova Red Hat que agora segue o estilo IBM de ser. Especialmente quando sabemos o tanto de situações tenebrosas, sombrias do passado envolvendo questões humanitárias, não nos espanta que a Red Hat atual não é, e não será nunca mais a Red Hat conhecida por muitos.

Share This Article
Follow:
Fundador do SempreUPdate. Acredita no poder do trabalho colaborativo, no GNU/Linux, Software livre e código aberto. É possível tornar tudo mais simples quando trabalhamos juntos, e tudo mais difícil quando nos separamos.