in

Western Digital revela o primeiro SSD ZNS do mundo: Ultrastar DC ZN540

As primeiras gerações de SSDs não exploravam todo o potencial da tecnologia flash.

O primeiro SSD ZNS da Western Digital promete fazer uma diferença real em desempenho e custo. Antes um luxo caro que vinha em capacidades menores, os SSDs se tornaram comuns graças aos preços cada vez menores por gigabyte.

As primeiras gerações de SSDs originalmente não exploravam todo o potencial da tecnologia flash, pois usavam interfaces de HD existentes que eram limitadas em termos de largura de banda e usavam um protocolo de comunicação diferente que era otimizado para armazenamento magnético giratório. O problema foi parcialmente resolvido com a introdução das unidades SSD PCIe em 2007 e o protocolo NVMe em 2011.

Western Digital revela SSD ZNS

No entanto, essas tecnologias não são suficientes para explorar a arquitetura de armazenamento flash para a latência mais baixa possível e garantir maior durabilidade em células de vários níveis usadas para fazer SSDs de alta capacidade. É aqui que entra a iniciativa Zoned Namespaces Storage (ZNS).

Western Digital revela o primeiro SSD ZNS do mundo: Ultrastar DC ZN540
O primeiro SSD ZNS da Western Digital promete fazer uma diferença real em desempenho e custo. Imagem: Western Digital.

Um SSD ZNS coloca os dados sequencialmente nas zonas. Uma vantagem dessa abordagem é que, como o ZNS opera com zonas grandes em vez de blocos de 4K, ele não precisa realizar muita coleta de lixo em segundo plano quando comparado ao armazenamento de estado sólido tradicional.

Isso significa que as velocidades de leitura e gravação são mais consistentes e, como o manuseio e o gerenciamento de dados são feitos pelo host, há menos necessidade de um grande cache DRAM no dispositivo.

Esta semana, a Western Digital revelou o Ultrastar DC ZN540, que é o primeiro SSD que inclui esses princípios em um produto real. A empresa diz que um único DC ZN540 pode substituir até quatro SSDs convencionais, enquanto fornece latências mais baixas, maior rendimento e melhor durabilidade.

O novo SSD usa memória 3D QLC NAND de 96 camadas e um controlador personalizado compatível com NVMe 1.3c de porta dupla que suporta totalmente a especificação ZNS Command Set 1.0.

Tech Spot

Preços de SSDs devem cair 10-15% no quarto trimestre

Adata revela SSD M.2 com velocidade de leitura de 7.400 MB/s!

Samsung lança SSD 980 Pro que pode atingir 7.000 MB/s