in

Chrome deixa Firefox ainda mais para trás

É o que mostra uma pesquisa sobre uso de navegadores em todo o planeta.

Chrome deixa Firefox ainda mais para trás

Entra ano, sai ano e o navegador Chrome do Google só amplia a liderança entre os navegadores e conquista cada vez mais usuários em todo o mundo. Quem poderia combater esse monopólio? Bom, existe a expectativa de que outra gigante, a Microsoft, conquiste uma boa fatia deste mercado. A empresa está atualmente trabalhando em seu próprio navegador baseado no Chromium. Porém, isso não significa necessariamente que os usuários deixariam de usar o Google Chrome da noite para o dia. Quem mais perdeu usuários foi o Firefox, que ficou ainda mais para trás no raking.

Chrome deixa o Firefox ainda mais para trás

Na verdade, as estatísticas mais recentes fornecidas pelo NetMarketShare mostram que a participação de mercado do Google Chrome aumentou substancialmente em maio. Assim, a distância entre o navegador do Google e o Mozilla Firefox aumenta a cada mês.

Especificamente, o Google Chrome melhorou sua participação de mercado de 65,64% em abril para nada menos que 67,90%. São, portanto, mais de 2,3% de crescimento. Este é o máximo que o navegador conseguiu em 2019.

Por outro lado, todos os outros principais navegadores do mercado caíram em participação durante o mês de maio.

Vamos aos demais concorrentes

Chrome deixa Firefox ainda mais para trás

O Mozilla Firefox, por exemplo, que é o rival número um do Google Chrome, declinou de 10,23% para 9,46%. Do mesmo modo, o Internet Explorer 11, que não recebe mais novos recursos, mas apenas atualizações de segurança, caiu de 7,49% para 6,71%.

O Microsoft Edge também caiu, embora seja importante notar que os números aqui dizem respeito à versão estável no Windows 10 e não à versão baseada no Chromium atualmente na pré-visualização. A versão inicial do navegador revisado está disponível apenas no Windows 10 e no MacOS.

O Edge original caiu de 5,53% em abril para 5,36% em maio, apesar do Windows 10 ter aumentado sua participação no mercado. Isso mostra que muitos dos usuários que atualizam para o Windows 10 acabam alterando o navegador. Assim, a maioria deve optar pelo Google Chrome ou um aplicativo diferente.

O resumo das estatísticas de participação de mercado do navegador de abril de 2019 e maio de 2019 está abaixo:

Chrome deixa Firefox ainda mais para trás

A Microsoft ainda não forneceu um comunicado sobre quando o novo Edge está previsto para entrar em operação. No entanto, uma versão beta está prevista para este ano no Windows 10.

Fonte

Escrito por Claylson Martins

Jornalista com pós graduações em Economia, Jornalismo Digital e Radiodifusão.

PRIVACIDADE E SEGURANÇA NA INTERNET

Privacidade e segurança na Internet

Linux 5.4-rc4 chega como outro candidato normal

Desenvolvimento do Kernel 5.2 teve semana tranquila