como-instalar-o-linux-kernel-4-19-no-ubuntu-debian-fedora-opensuse-em-qualquer-distro-linux

Linux Kernel 4.19 foi lançado, muitas melhorias foram aplicadas, e neste lançamento segue um longo processo sobre melhorias em torno do outras novidades que ainda estão testes mas que vão ser lançadas ainda na série do Linux Kernel 4.19. Neste artigo, saiba como instalar o Linux Kernel 4.19 no Ubuntu, Linux Mint, Debian, Fedora, openSUSE e em qualquer distro Linux, é muito fácil instalar.

Novidades para o Linux Kernel 4.19

Dentre os destaques do Linux Kernel 4.19 podemos destacar:

  • O driver VKMS DRM foi mesclado para a configuração do modo kernel virtual. Assim, isso pode ser útil no avanço para alguns sistemas headless;
  • O driver alternativo do modo de exibição USB Type-C foi mesclado ao kernel da linha principal para intensificar o suporte do tipo DP-C. Porém, ainda há mais trabalho a ser feito na integração com os drivers DRM;
  • Suporte para o hardware da série Qualcomm Adreno 600;
    Continuou a trabalhar na criação dos gráficos Intel Icelake “Gen 11“;
  • Suporte ao “stutter mode” de Raven Ridge, suporte ao mecanismo JPEG VCN, GFXOFF e suporte ao driver de computação AMDKFD para as mais recentes APUs AMD Zen + GFX9;
  • Montada a configuração de modo atômico;
  • Suporte a controle de consoles diferenciado para FBDEV;
  • Várias outras melhorias no DRM.

Processadores:

  • O monitoramento de temperatura do Threadripper 2 da AMD agora está correto;
  • Várias atualizações de criptografia;
  • O código RISC-V está começando a funcionar com bits de espaço do usuário, embora este processador ISA de código aberto ainda tenha um longo caminho pela frente;
  • Algum trabalho menor no OpenRISC;
  • Muitas melhorias no KVM x86;
  • Mais trabalho de mitigação de Spectre para processadores IBM POWER, bem como atualizações contínuas do Spectre x86 e até mesmo algumas para o IBM s390;
  • “Um monte de coisas boas” para o ARM de 64 bits;
  • Emulação aprimorada de NUMA;
  • Suporte Intel Icelake LPSS.

Nota para usuários de Placas de vídeos AMD e NVIDIA: É sempre importante lembrar que caso você tenha instalado drivers gráficos AMD ou Nvidia você terá que reinstalar os drivers novamente.

Nota para usuários de Placas de vídeo Intel: Mas, caso você esteja usando drivers gráficos Intel, não há nenhum problema, inclusive o Linux Kernel 4.19 contém versões mais recentes dos drivers Intel, juntamente com correções e melhorias em torno dos recursos.

Nota para usuários Debian: Também queremos dizer que mesmo sendo .deb, não recomendamos a instalação no Debian, o Ubuntu usa pacotes com versionamento diferente e pode causar instabilidade no Debian, neste caso, use a compilação manual ou aguarde o Debian liberar nos repositórios oficiais.

Como instalar o Linux Kernel 4.19 no Ubuntu e derivados

Abaixo você terá um script que vai instalar o Linux Kernel no Ubuntu, caso você esteja usando alguma variação do Ubuntu com arquitetura de 32 bits, não se preocupe, inserimos essa versão no código também. Para instalar o Linux Kernel 4.19 no Ubuntu, Linux Mint e derivados, abra o Terminal manualmente ou se preferir use o atalho no teclado Ctrl + Alt + T e copie e cole os comandos abaixo:

cd /tmp
wget https://goo.gl/AihDJP -O kernel-4.19
chmod +x kernel-4.19
sudo sh kernel-4.19
sudo update-grub
sudo reboot

Informamos que a compilação deste Kernel 4.19 para Ubuntu e derivados é de responsabilidade da Canonical!

Como instalar o Linux Kernel 4.19 de baixa latência no Ubuntu e derivados

Para instalar o Linux Kernel 4.19 de baixa latência no Ubuntu, Linux Mint e derivados, você pode executar os comandos abaixo, agora se você quer mais informações sobre baixa latência leia nosso artigo intitulado o que é um Kernel de baixa latência sugerimos a leitura deste artigo, que preparamos explicando a diferença:

cd /tmp
wget https://goo.gl/uTwB48 -O kernel-4.19-baixalatencia
chmod +x kernel-4.19-baixalatencia
sudo sh kernel-4.19-baixalatencia
sudo update-grub
sudo reboot

Como instalar o Linux Kernel 4.19 a partir do código fonte no Debian, Fedora, openSUSE em qualquer distribuição Linux

Para instalar o Linux Kernel 4.19 no Debian, Fedora, openSUSE, em qualquer distribuição Linux você pode executar os comandos abaixo. Eles vão baixar o código fonte diretamente do site do Kernel.org e vai ser instalado em sua distribuição Linux, é importante lembrar que caso você esteja usando drivers como Nvidia ou AMD você vai precisar reinstalar o driver novamente. O download possui cerca de 96 MB de tamanho.

Vamos fazer o download do código fonte do Kernel Linux 4.19:

wget -c https://cdn.kernel.org/pub/linux/kernel/v4.x/linux-4.19.tar.xz -O linux-4.19.tar.xz

No Debian:

apt-get install gcc make ctags ncurses-devel -y

No Fedora:

dnf install gcc make ctags ncurses-devel -y

Se for openSUSE execute:

zypper in gcc make ctags ncurses-devel

Descompacte o arquivos:

tar -xvf linux-4.19.tar.xz

Acesse o seu diretório:

cd linux-4.19

Copie o seu config para esse diretório:

cp /boot/config-`uname -r`* .config

E vamos ao processo de compilar, isso pode demorar um pouco e esse tempo vai de acordo com o seu processador e memória, o tempo mais longo que observamos foi de aproximadamente 20 minutos.

make defconfig
make
make modules_install install

Atualize o seu GRUB:

grub2-mkconfig -o /boot/grub2/grub.cfg

E reinicie a distribuição:

reboot

Pronto! Você viu como instalar o Linux Kernel 4.19 no Ubuntu, Linux Mint, Debian, Fedora, openSUSE e derivados. Lembramos que o código da instalação manual é de responsabilidade da equipe do Linus Torvalds. Se você precisar de ajuda ou suporte entre em nosso grupo no Telegram clicando neste convite.

Redação
Este usuário é utilizado quando um post é migrado de um usuário para outro, ou quando alguém envia um conteúdo ao SempreUPdate.

    Como a modernização influenciou o mundo dos Caça Níqueis

    Previous article

    Conheça Station, a estação de trabalho tudo em um

    Next article

    You may also like

    More in Dicas