in

Elon Musk confirma conspiração de hacking visando fábrica da Tesla

Egor Igorevich Kriuchkov entrou em contato com um dos funcionários da Tesla via WhatsApp.

Elon Musk confirma conspiração de hacking visando fábrica da Tesla

As autoridades dos EUA prenderam e acusaram um cidadão russo por recrutar um funcionário da Tesla a instalar malware na rede da empresa em troca de US$ 1 milhão. Embora nenhuma acusação judicial tenha nomeado a empresa-alvo, vários meios de comunicação especularam que o hacking tinha muito provavelmente como alvo a montadora norte-americana Tesla, que opera uma mega-fábrica em Nevada, EUA.

A Tesla não comentou sobre o assunto. Todavia, o CEO da empresa, Elon Musk, confirmou oficialmente que o plano de hacking tinha como alvo sua empresa.

Elon Musk confirma conspiração de hacking visando fábrica da Tesla

Dessa forma, Musk escreveu:

Muito apreciado. Este foi um ataque sério.

Todo o ataque foi um caso raro em que os hackers decidiram usar os chamados “insiders maliciosos”, um termo que a indústria da segurança usa para descrever funcionários desonestos.

De acordo com os autos, um russo chamado Egor Igorevich Kriuchkov entrou em contato com um dos funcionários da Tesla via WhatsApp, depois que os dois se conheceram em 2016. Kriuchkov disse que estava de férias nos Estados Unidos e marcou um encontro entre os dois.

Durante várias reuniões, Kriuchkov revelou ao funcionário da Tesla que estava trabalhando com um grupo de hackers com sede na Rússia e propôs ao funcionário instalar um malware personalizado na rede interna da Tesla.

Elon Musk confirma conspiração de hacking visando fábrica da Tesla
A Tesla não comentou sobre o assunto. Foto: Divulgação.

Kriuchkov disse que o malware roubaria dados da rede da Tesla para um servidor remoto. O plano era roubar arquivos confidenciais da Tesla e então ameaçar liberar os dados, a menos que a Tesla pagasse um resgate.

O funcionário notificou a Tesla e o FBI sobre a proposta após seu primeiro encontro com Kriuchkov. As reuniões subsequentes foram gravadas e documentadas.

Agentes do FBI prenderam Kriuchkov quando ele tentava deixar os Estados Unidos e o acusaram na segunda-feira. Se for considerado culpado, Kriuchkov pode pegar até cinco anos de prisão por seu papel no esquema.

Fonte: ZDNET

Elon Musk diz que carros totalmente autônomos da Tesla estão agora ‘muito próximos’

Proprietário de um Tesla Model Y integra carro com iPhone e consegue usar a Siri!

Apple reduz salários de funcionários e Tesla não pagará alguns salários!

Tesla usa Coreboot em veículos elétricos