in

Extensões do Chrome mostrarão quais dados coletam dos usuários

A nova seção deve entrar em vigor em 18 de janeiro de 2021.

O Google planeja adicionar uma nova seção na Chrome Web Store, onde os desenvolvedores de extensões serão capazes de divulgar quais dados de usuário estão coletando e o que planejam fazer com as informações.

A nova seção deve entrar em vigor em 18 de janeiro de 2021. Para ajudar no processo, o Google adicionou uma nova seção no painel da Web Store, onde os desenvolvedores de extensões poderão divulgar quais dados coletam de seus usuários.

Extensões do Chrome mostrarão quais dados coletam dos usuários

O novo painel “uso de dados” será fornecido com um conjunto limitado de opções predefinidas, o que proibirá efetivamente os desenvolvedores do Chrome de certas práticas, como:

  • A venda em massa de dados do usuário, garantindo que o uso ou a transferência de dados do usuário é para o benefício principal do usuário e de acordo com o propósito declarado da extensão.
  • A utilização ou transferência de dados do usuário para publicidade personalizada.
  • O uso ou transferência de dados do usuário para qualquer forma de qualificação de empréstimo, para corretores de dados ou outros revendedores de informações.
Extensões do Chrome mostrarão quais dados coletam dos usuários
O Google planeja adicionar uma nova seção na Chrome Web Store, onde os desenvolvedores de extensões serão capazes de divulgar quais dados de usuário estão coletando e o que planejam fazer com as informações. Imagem: Google.

A nova política de dados do Google não é única. Na WWDC 2020, a Apple anunciou que todas as listagens de aplicativos da App Store em breve deverão incluir um “prompt de privacidade” que listará todos os dados que os aplicativos coletam dos usuários e quais dados são usados para rastrear usuários em aplicativos.

O Google disse que planeja mostrar avisos a todos os desenvolvedores nos painéis de desenvolvedores da Web Store e solicitar aos fabricantes de extensões que criem uma seção de “práticas de privacidade”.

ZDNET

Ubuntu Web Remix quer ser uma alternativa ao Chrome OS

Chrome 87 lançado com mais melhorias de desempenho

Chromebooks e tablets explodiram em popularidade este ano