in

Linus Torvalds quer um único desktop para todas as distros Linux

linus-torvalds-as-pessoas-me-levam-muito-a-serio

O criador e mantenedor do kernel Linux, Linus Torvalds, volta a polemizar em suas falas. Desta vez, ele defende que todas as distribuições Linux tenham um único desktop. Para Linus, a questão é bem simples: a maioria das pessoas não quer instalar um sistema operacional. Segundo ele, esta é a principal vantagem do Windows, porque ele vem pré-instalado, assim como acontece com o Android em telefones celulares. Portanto, Linus Torvalds quer um único desktop para todas as distros Linux.

Fragmentação é o problema

E como ele conta em uma entrevista recente que pode ser vista acima, outra razão pela qual o Linux na área de trabalho não decolou em 25 anos é a fragmentação . Na verdade, Torvalds chega a dizer que gostaria de um ambiente padrão para todas as distros.

Fragmentação no Linux é um fato e durante anos tem sido um assunto polêmico entre a comunidade. Assim, existem aqueles que acreditam que é uma praga. Para estes, esta é a principal razão pelo Linux nunca ter vivido um grande ano. Eles argumentam que há muitos esforços diluídos entre diferentes projetos que poderiam se unir para criar algo mais competitivo.

Para outros, a ideia de um único desktop soaria como heresia, afinal, parte da essência do Linux é justamente a enorme variedade de projetos diferentes. Eles são possíveis graças ao código aberto. Assim, nasceram e nascem constantemente novos ambientes e distribuições que buscam reinventar um pouco a roda e acrescentar algo novo.

Linus continua acreditando nos Chromebooks

Linus não chega a culpar a fragmentação do Linux pelo suposto “fracasso” no desktop. Porém, ele acredita que é um fator que retarda o sucesso. Ele também acredita que houve avanços, assim como o Flatpak e seus pacotes universais.

Ele também aponta que este não é um problema do kernel, é algo que pessoalmente lhe causa algum desconforto. Ele diz que ainda está otimista “embora tenham passado 25 anos, você provavelmente terá que dar a ele mais alguns anos”.

Há muito tempo, Linus acredita que os Chromebooks têm o potencial de unificar a plataforma Linux na área de trabalho e continuar acreditando nela. Especialmente agora que o Chrome OS permite a instalação de pacotes Linux oficialmente sem depender apenas de projetos como o Crouton.

Ele pessoalmente não se importaria em usar um Chromebook. No entanto, embora possa rodar Linux nativamente neles, os Chromebooks ainda não permitem que ele teste o kernel.

Fonte

Written by Claylson

Jornalista com pós graduações em Economia, Jornalismo Digital e Radiodifusão.

Dados com 120 milhões de CPFs vazaram

Dados com 120 milhões de CPFs vazaram

Vivaldi 2.2 lançado com mini player de vídeo e barra de ferramentas personalizável

Vivaldi 2.2 lançado com mini player de vídeo e barra de ferramentas personalizável