in

RISC-V: A arquitetura ideal para Linux!

Linux cobre uma variedade de plataformas, desde X86 até ARM porém uma arquitetura OpenSource é a mais nova a ganhar suporte para o pinguin!

RISC-V: A arquitetura ideal para Linux!

Não é nenhuma novidade que o Linux pode ser instalado numa variedade absurda de dispositivos, um sistema prático e seguro.

Se acompanhou os eventos sobre Huawei nessa semana deve estar se perguntando quais alternativas ao ARM e X86 estão disponíveis.

Pois bem, temos uma possibilidade muito interessante que pode ser a próxima tecnologia adotada nessa saga no mercado de software!

Todos os sinais apontam para um casamento feliz entre o Linux e o RISC-V. Na Embedded Linux Conference Europe, Khem Raj, da Comcast, fez uma apresentação que fortalece o caso.

A maioria de vocês provavelmente já ouviu falar sobre o RISC-V ISA, conjunto de instruções OpenSource e seu potencial para desafiar as arquiteturas proprietárias da ARM e Intel.

Assim alguns processadores baseados em RISC-V, como o Freedom U540 de 64 bits da SiFive, encontrado em sua placa HiFive Unleashed, são projetados para rodar o Linux.

O que pode surpreender, no entanto, é a velocidade com que o suporte ao Linux para RISC-V está evoluindo.

“Este é um bom momento para portar aplicativos Linux para RISC-V”

Disse Khem Raj, da Comcast, em uma apresentação da Embedded Linux Conference Europe no mês passado.

“Você tem tudo de que precisa. A maioria dos softwares é upstream, então você não necessita forkear”

Ao adotar uma política upstream, a RISC-V Foundation está acelerando o desenvolvimento do Linux-on-RISC-V com resultados de curto e longo prazo.

O upstreaming ajuda a evitar código forkeado que precisa ser resolvido posteriormente.

Raj ofereceu detalhes específicos sobre diferentes níveis de suporte a RISC-V, desde o kernel do Linux até as principais distribuições do Linux, bem como software relacionado do Glibc ao U-Boot.

Mas isto faz do RISC-V a arquitetura ideal para Linux!?

A estrada para o RISC-V

Arquitetura ideal para Linux!

O caminho para o RISC-V Linux também foi acelerado graças ao entusiasmo da comunidade.

A comunidade vê a arquitetura OpenSource como uma continuidade da missão do Linux e de outros projetos do segmento.

Porém, como IoT é um dos primeiros alvos do RISC-V, o interesse é particularmente intenso na comunidade Linux SBC.

O movimento de hardware OpenSource foi expandido para PCs de mesa a pouco tempo com o sistema Thelio, baseado no Ubuntu da System76(PopOS!).

Os processadores continuam sendo as maiores exceções para o hardware OpenSource.

RISC-V é um passo na direção certa para as CPUs, porém não possui uma especificação para GPU, que com o surgimento da visão do machine leraning, I.A e aplicações multimídia, que vem se tornando cada vez mais importante em sistemas embarcados.

Existe também um novo projeto para criar uma GPU OpenSource baseada em RISC-V chamada Libre RISC-V. Mais detalhes podem ser encontrados nesta história de Phoronix.

O que só nos confirma o por que está é a arqiutetura ideal para Linux! Você pode conferir essas e outras informações na palestra da Comcast abaixo:

Written by Edgar

Quem sou eu? Uma pessoa em constante mudança, buscando novas maneiras de pensar e transformar a interação humana com o mundo a sua volta, em resumo, sou um UX Designer em Portugal.

Na minha vida profissional, implementei soluções criativas para algumas brandings Brasileiras, Americanas (USA) e Europeias (Continente).

#9 – Administração de Sistemas Linux – Comandos úteis – Parte 5

Intel Icelake traz novos contadores de desempenho

Intel Icelake traz novos contadores de desempenho