in

Saiba como prevenir erros durante o home office em tempo integral

A LogMeIn listou os principais deslizes que as pessoas comentem quando começam a trabalhar remotamente e que podem atrapalhar a continuidade dos negócios

Como prevenir erros durante o home office em tempo integral

De acordo com uma pesquisa recente do GoTo by LogMeIn, 53,78% dos brasileiros se disseram preparados para o trabalho remoto em tempo integral. Pensando nisso, muitos ficariam surpresos com a frequência com que os instintos em relação à melhor forma de se comportar trabalhando de casa podem estar errados. Muitos acreditam que mudar para o trabalho remoto é simples, mas a verdade é que hábitos típicos de escritório podem atrapalhar.

Uma boa ideia evitar os erros “contraintuitivos” que as pessoas cometem ao começar a trabalhar em home office é lutar contra alguns hábitos ao fazer a mudança:

  • Transformar a estratégia de trabalho remoto em uma nova versão do escritório. É tentador acreditar que o trabalho remoto deve ser como o escritório para ter sucesso, mas nem sempre é o caso. Existem vantagens e desvantagens que precisam ser negociadas.
  • Não ser claro com suas diretrizes. Há tanta tecnologia excelente disponível para trabalho remoto que pode ser tentador não capacitar funcionários remotos para utilizar ferramentas oficiais e seguras.

Com esses hábitos em mente, o GoTo by LogMeIn preparou uma lista para explorar algumas maneiras de evitar erros no planejamento para o trabalho remoto:

Erro nº 1: Participar de reuniões – muitas e muitas reuniões

Quando as pessoas começam a trabalhar de casa, a tentação é criar a sensação de que estão no escritório. Na verdade, uma das principais preocupações das pessoas (37% dos entrevistados) é a falta de interação humana. Mas quando o pêndulo oscila muito para o outro lado e aparecem muitas reuniões, ele começa a consumir o tempo produtivo.

O que há no trabalho remoto que faz com que as pessoas queiram fazer mais reuniões do que o necessário? Isso não aconteceria no escritório por isso, o mesmo deve acontecer com o trabalho remoto. Embora as videoconferências de check-in com uma equipe remota sejam importantes, é ideal resistir à tentação de complicar demais o home office criando mais reuniões do que o necessário.

Erro nº 2: Fazer muito pouco para delinear o processo de trabalho remoto

Muitos imaginam que a terceirização do trabalho remoto significa que manter uma função sem intervenção. Mas lembre-se de que é muito importante orientar as equipes remotas, mesmo que não seja marcando reuniões com muita frequência.

Como identificar um meio-termo? Aqui estão algumas maneiras de delinear esse processo para que uma equipe possa consultar gestores sempre que ficarem confusos sobre suas responsabilidades enquanto trabalham de casa:

  • Contrate ou capacite sua equipe para serem self-starters e comunicadores fortes. Tudo começa com o processo de contratação e capacitação de equipes. O ideal é ser objetivo e selecionar membros para a equipe que sejam conhecedores de tecnologia e capazes de se comunicar como parte de uma equipe remota.
  • Crie uma política de trabalho remoto flexível. Por exemplo, certifique-se de delinear o tempo ideal para o autocuidado de todos os funcionários. Também é um dever compartilhar a política de trabalho remoto para que todos possam consultá-la quando ficarem confusos sobre suas responsabilidades.

Erro nº 3: tratar o home office como uma casa, em vez de um escritório

Quando você está em casa, é tentador relaxar. É permitido usar calças de moletom. É permitido dar um pulo na cozinha para um lanche rápido. É permitido fazer pausas quando necessário.

Trabalhar em casa pode ser ainda mais perturbador do que em um escritório, mesmo para os que estão acostumados a um ambiente de escritório onde colegas de trabalho aparecem constantemente. Do ponto de vista do empregador, é preciso estabelecer maneiras positivas para que os funcionários reduzam suas distrações. Do ponto de vista do funcionário, o ideal é tentar criar um espaço adequado para o escritório, separado do resto da sua casa e, se possível, trabalhar apenas nesse mesmo espaço. Isso ajuda a criar um limite entre o tempo pessoal e o tempo de trabalho, reforçando um ambiente sem distrações.

Esses erros são bastante comuns para quem nunca trabalhou remotamente antes. Por isso, é importante investir tempo e esforço para evitá-los e criar uma estrutura de trabalho remota que funcione para todos.

Para mais informações sobre como o portfólio de ferramentas de comunicação unificada e colaboração do GoTo by LogMeIn podem ajudar nesta jornada de adaptação ao trabalho remoto em tempo integral, acesse: https://www.goto.com/pt

Sobre o portfólio de Comunicações Unificadas e Colaboração da LogMeIn

Líder de mercado, reconhecida em comunicações unificadas, colaboração e trabalho remoto, a LogMeIn possui o portfólio mais abrangente do setor de soluções UCC que criam maneiras mais simples e inteligentes de as pessoas conhecerem, conectarem, comercializarem, venderem e treinarem, em casa, no escritório, na empresa, ou em movimento. Isso inclui produtos premiados da marca GoTo, como GoToMeeting, GoToWebinar, Grasshopper e Jive, além das soluções GoToConnect e GoToRoom anunciadas recentemente. Os produtos UCC combinados da LogMeIn suportam mais de 28 milhões de usuários por mês, com mais de 1,5 bilhão de minutos de conferência por mês contribuindo para mais de 8 milhões de reuniões por mês e quase 20 bilhões de minutos de voz por ano.

Sobre a LogMeIn, Inc.

Os produtos da LogMeIn, Inc. (Nasdaq: LOGM) liberam o potencial da força de trabalho moderna, possibilitando que milhões de pessoas e empresas de todo o mundo façam o seu melhor trabalho, quando quiserem, como quiserem, e o mais importante, de qualquer lugar. Pioneira na tecnologia de trabalho remoto e uma força motriz por trás do movimento atual de “anywhere office”, a LogMeIn se tornou uma das maiores empresas de SaaS do mundo, com dezenas de milhões de usuários ativos, mais de 3.500 funcionários globais, mais de US$ 1,2 bilhão em receita anual e mais de 2 milhões de clientes em todo o mundo que utilizam seus softwares como parte essencial de suas vidas diárias. A empresa está sediada em Boston, Massachusetts, com locais adicionais na América do Norte, América do Sul, Europa, Ásia e Austrália.

Escrito por Emanuel Negromonte

Fundador do SempreUPdate. Acredita no poder do trabalho colaborativo, no GNU/Linux, Software livre e código aberto. É possível tornar tudo mais simples quando trabalhamos juntos, e tudo mais difícil quando nos separamos.