in

Será que seus eletrônicos comprados da China podem vir com o coronavírus embutido?

Muitas pessoas fora da China estão ficando preocupadas com o coronavírus.

Com o aumento do número de casos, mais pessoas fora da China estão ficando preocupadas com o coronavírus. Uma pergunta que está sendo feita é: Será que nossos eletrônicos comprados da China podem vir com o coronavírus embutido?

Eletrônicos da China com o coronavírus embutido?

Embora a resposta não seja 100% definitiva, parece que o risco de o vírus sobreviver a uma longa viagem da China na superfície de um pacote é extremamente baixo. Muito ainda é desconhecido sobre o novo coronavírus de 2019 (2019-nCoV). Porém, de acordo com o CDC, muitas das informações vêm de coronavírus anteriores que causam doenças graves nas pessoas, como o MERS e o SARS.

Será que seus eletrônicos comprados da China podem vir com o coronavírus embutido?
Imagem: Reprodução | Tech Spot.

O site de perguntas frequentes sobre coronavírus da agência afirma:

Em geral, devido à baixa capacidade de sobrevivência desses coronavírus nas superfícies, é provável que haja um risco muito baixo de propagação em produtos ou embalagens enviados por um período de dias ou semanas em temperatura ambiente. Pensa-se geralmente que os coronavírus se espalhem mais frequentemente por gotículas respiratórias. Atualmente, não há evidências para apoiar a transmissão de 2019-nCoV associada a mercadorias importadas e não houve casos de 2019-nCoV nos Estados Unidos associados a mercadorias importadas.

Dr. Amesh A. Adalja, pesquisador sênior do Johns Hopkins Center for Health Security, reafirmou as conclusões do CDC:

A temperatura do ar ao redor das embalagens durante o transporte não é considerada propícia à viabilidade viral.

Calma, não precisa deixar de comprar as peças de seu PC

Mas nem tudo são boas notícias. Um trabalho publicado no Journal of Hospital Infection (via Forbes) afirma que os coronavírus como SARS e MERS podem viver em superfícies entre quatro e cinco dias, mas alguns podem sobreviver por até nove dias fora do corpo em temperatura ambiente. No entanto, eles são sensíveis a desinfetantes que contêm álcool, hidróxido de sódio e hipoclorito de sódio. Portanto, podem ser removidos de uma superfície em cerca de 60 segundos. Espera-se que o processo de desinfecção tenha um efeito semelhante sobre o 2019-nCoV.

Com o coronavírus fazendo produtos chegar atrasados e provocando uma queda nas remessas de smartphones, não é de surpreender que as pessoas estejam sendo muito cautelosas. Todavia, se recusar a comprar peças de seu PC da China provavelmente é um passo exagerado.

Fonte: Tech Spot