Categorias

o-android-13-tem-codinome-interno-vazado-a-aposta-agora-e-a-sobremesa-tiramisu

Android

Games

Notícias

Tutoriais Linux

Vídeos

Notícias

14/07/2020 às 13:00

3 min leitura

Avatar Autor
Por Leonardo Santana

Trump admite ter autorizado um ataque cibernético à fazenda de trolls russa em 2018

Reino Unido afirma que russos estavam preparando ataques hackers contra as Olimpíadas de Tóquio

O presidente dos EUA, Donald Trump, confirmou que em 2018 o exército cibernético dos EUA lançou um ataque cibernético contra uma empresa russa que acredita-se ser uma fazenda de trolls atrás de algumas grandes campanhas de desinformação, incluindo as que visam influenciar as eleições. O alvo do ataque foi a Internet Research Agency (IRA), sediada em São Petersburgo, que era suspeita de ser a fonte de campanhas de desinformação organizadas pelo Kremlin.

O ataque ocorreu em fevereiro de 2018 e foi lançado pelo Comando Cibernético dos EUA, com o apoio da NSA. Como resultado, os hackers norte-americanos conseguiram colocar a empresa offline!

Trump admite ter autorizado um ataque cibernético à fazenda de trolls russa em 2018

Os ataques foram lançados como dissuasor de interferência nas eleições de 2018, semelhante ao que aconteceu nas eleições presidenciais de 2016. A operação contra a IRA foi autorizada pelo presidente Trump. Por outro lado, embora se saiba que os Estados Unidos realizam operações cibernéticas ofensivas, é muito incomum que o governo confirme um ataque específico.

Trump admite ter autorizado um ataque cibernético à fazenda de trolls russa em 2018

Trump afirmou que o presidente Barack Obama não fez nada para impedir as campanhas de desinformação russas antes das eleições presidenciais de 2016.

Em fevereiro de 2018, o promotor especial Robert Mueller acusou treze cidadãos russos de adulterar as eleições presidenciais de 2016 e os acusou de conspirarem contra os Estados Unidos. De acordo com os resultados da investigação conduzida pelo promotor, a IRA e os 13 russos começaram a atacar os Estados Unidos em 2014.

Russos usaram identidades americanas roubadas e infraestrutura de computadores local para influenciar a eleição presidencial de 2016. Por exemplo, o grupo denegriu deliberadamente a candidata Clinton para apoiar Trump.

Por fim, caso queira ler mais matérias sobre código aberto, Linux, Android, hardware, internet, programação e ficar atualizado com as novidades do mundo da tecnologia, acompanhe as matérias no canal do Sempre Update no Telegram.

Fonte: Security Affairs

Leia mais:

https://sempreupdate.com.br/google-diz-que-hackers-chineses-e-iranianos-atacaram-funcionarios-da-campanha-de-biden-e-trump/

https://sempreupdate.com.br/donald-trump-assina-ordem-executiva-visando-empresas-de-midia-social/

https://sempreupdate.com.br/trump-estende-a-proibicao-da-huawei-para-2021/

https://sempreupdate.com.br/trump-procura-maneiras-de-criar-fabricas-de-chips-nos-eua/

Profissional da área de manutenção e redes, astrônomo amador, eletrotécnico e apaixonado por TI desde o século passado.

Últimos artigos

Newsletter

Receba nossas atualizações!

Newsletter

Receba nossas atualizações!
  • Este campo é para fins de validação e não deve ser alterado.