Notícias

14/01/2022 às 10:00

6 min leitura

Avatar Autor
Por Claylson Martins

Distribuição Ubuntu Linux 22.04 LTS pode ter o novo GNOME 42 como ambiente de trabalho padrão

Além disso, evita o uso do GTK4 sempre que possível.

Distribuição Ubuntu Linux 22.04 LTS pode ter o novo GNOME 42 como ambiente de trabalho padrão

A distribuição Ubuntu Linux versão 22.04 LTS com estreia prevista para abril deste ano pode ter o novo ambiente de desktop GNOME 42 como padrão. O planejamento está ocorrendo por parte dos desenvolvedores do Ubuntu. Como sabemos, o Ubuntu 22.04 terá suporte de longo prazo.


No entanto, não custa lembrar que o Ubuntu está muito atrasado em relação ao empacotamento do GNOME 40 e suas posteriores atualizações. Porém, com o Ubuntu 21.10 eles estão no GNOME 40. Assim, em abril, eles esperam dar um salto significativo com o lançamento do Ubuntu 22.04 LTS ao planejarem o GNOME 42.

Assim, atualmente, eles estão atualmente mudando para o GNOME Shell 41. Imediatamente, já pensam em migrar para as atualizações do GNOME 42. O GNOME 42 sai oficialmente já em março. Portanto, um mês antes da estreia do novo Ubuntu. Então, o plano é que essa nova versão upstream esteja alimentando esta próxima versão do Ubuntu Long Term Support.

Distribuição Ubuntu Linux 22.04 LTS pode ter o novo GNOME 42 como ambiente de trabalho padrão

Distribuição Ubuntu Linux 22.04 LTS pode ter o novo GNOME 42 como ambiente de trabalho padrão
Distribuição Ubuntu Linux 22.04 LTS pode ter o novo GNOME 42 como ambiente de trabalho padrão

O Ubuntu 22.04 LTS, porém, sempre que possível, vai evitar o uso do kit de ferramentas GTK4. A ideia é manter em funcionamento o GTK3, tido como mais estável. O motivo para isso é bem simples: o problema é que muitos componentes do GNOME ainda não foram portados para o GTK4. Faltariam, portanto, testes suficientes que garantam um bom desempenho.

Por outro lado, eles vão se concentrar na atualização dos componentes do aplicativo GNOME para aqueles que ainda estão com o mais antigo, porém estável, GTK3. Outras questões também levantam algumas preocupações relacionadas a este ciclo. Isso diz respeito a mudanças para libadwaita. Além disso, há alguns problemas atuais de tema/coloração por lá neste momento.

Principais pontos levantados pela equipe do Ubuntu

  • não sentimos que tivemos testes suficientes da nova versão, pois houve muito poucos aplicativos portados antes deste ciclo (o único atualmente no arquivo do Ubuntu é o gnome-chess).
  • O GNOME está apenas desembarcando as portas para o GTK4 agora, esses geralmente não são conjuntos de alterações triviais que vêm com refatoração e limpeza de código além da portabilidade, o que significa que eles podem introduzir regressões e precisar de mais testes do que atualizações normais, não é o tipo de mudança que queremos para incluir logo antes do LTS.
  • os aplicativos principais estão sendo portados para o libadwaita, que atualmente não permite nenhum tema ou coloração, o que significa que eles seriam visualmente inconsistentes com nossos outros componentes. Estamos trabalhando com o upstream para tentar resolver isso, mas não é provável que seja para este ciclo.

Resumindo tudo o que foi dito acima, os desenvolvedores da distribuição Ubuntu Linux 22.04 LTS vão tentar implementar o GNOME 42 como ambiente de desktop padrão e evitar o uso do GTK4. Então, sempre que possível, o GTK3 será mantido.

Mais detalhes sobre esses assuntos podem ser encontrados no Discourse do Ubuntu por Sebastien Bacher.

Jornalista com pós graduações em Economia, Jornalismo Digital e Radiodifusão. Nas horas não muito vagas, professor, fotógrafo, apaixonado por rádio e natureza.

Mais lidas

Últimos posts

Newsletter

Receba nossas atualizações!

Newsletter

Receba nossas atualizações!
  • Este campo é para fins de validação e não deve ser alterado.
×