Categorias

Android

Games

Notícias Linux

Tutoriais Linux

Vídeos

Notícias Linux

27/03/2020 às 12:00

5 min leitura

Avatar Autor
Por Leonardo Santana

Projeto [email protected] excede 1,5 exaflops na batalha contra a COVID-19

Projeto Folding@Home excede 1,5 exaflops na batalha contra a COVID-19

O [email protected], um projeto no qual os voluntários emprestam seu poder de computação extra para estudar o coronavírus e doenças como o câncer, excedeu 1,5 exaflops de desempenho. Um exaflop equivale a 1.500.000.000.000.000.000 de operações de ponto flutuante por segundo. Dessa maneira, o projeto tornou-se cerca de dez vezes mais rápido que o supercomputador mais rápido do mundo!

Projeto [email protected] excede 1,5 exaflops

Relatamos na semana passada que o [email protected] havia adquirido 400.000 voluntários e era capaz de 470 petaflops de desempenho de computação distribuída. Agora, esse desempenho cumulativo atingiu 1,5 exaflops, graças aos 4,63 milhões de núcleos de CPU e quase 430.000 GPUs que ele emprega.

Para ter uma ideia de como é esse tipo de desempenho, o supercomputador mais poderoso do mundo — o Summit — possui um pico de computação de 200 petaflops e um benchmark LINPACK de 148,6 petaflops.

Projeto Folding@Home excede 1,5 exaflops na batalha contra a COVID-19

Imagem: Reprodução | Tech Spot.

O [email protected] geralmente pesquisa doenças como câncer, Alzheimer e Parkinson. Depois de adicionar a pesquisa de coronavírus à sua lista, o número de voluntários e seu desempenho dispararam. Dessa maneira, ao entender a dinâmica das proteínas da COVID-19 usando simulações em computador, espera-se que novas oportunidades terapêuticas sejam descobertas.

Se você quiser emprestar energia extra do seu computador para combater o coronavírus e uma variedade de doenças, faça o download do cliente do [email protected]. Assim, você se juntará a vários fornecedores de hardware, incluindo Nvidia e EVGA, que também contribuem com o projeto.

Além disso, a Casa Branca lançou o COVID-19 HPC Consortium na semana passada, permitindo que os pesquisadores acessem os supercomputadores dos EUA na esperança de acelerar a pesquisa sobre possíveis medicamentos e vacinas para o vírus.

Fonte: Tech Spot

Leia mais:

Snowden alerta: Os estados de vigilância que estamos criando agora durarão mais que o coronavírus

Coronavírus: como a Internet está lidando com todo o seu tráfego extra

Supercomputador da IBM identifica 77 compostos que podem combater o coronavírus

Profissional da área de manutenção e redes, astrônomo amador, eletrotécnico e apaixonado por TI desde o século passado.

Os comentários estão desativados.

Últimos artigos

Newsletter

Receba nossas atualizações!

Newsletter

Receba nossas atualizações!
  • Este campo é para fins de validação e não deve ser alterado.