in

Desenvolvedor do Kernel Linux migrou para o Arch Linux

Saiba o motivo pelo qual o desenvolvedor migrou com toda a sua equipe para o Arch Linux.

Arch Linux deve implantar pacotes compactados Zstd

O TFIR publicou uma entrevista em vídeo com Greg Kroah-Hartman, responsável por manter uma ramificação estável do kernel Linux e é o principal colaborador de vários subsistemas do Kernel Linux e o fundador do projeto de driver do Linux. No entanto, Greg, desenvolvedor do Kernel Linux, migrou para a distribuição Arch Linux.

Nesta entrevista de 30 minutos que Greg Kroah-Hartman concedeu durante o Open Source Summit de 2019, falou sobre vários tópicos e, entre eles, como escolher uma nova distribuição Linux para seus computadores.

Além disso, Greg falou sobre mudar a distribuição em seus sistemas de trabalho. Embora até 2012 Greg trabalhasse por 7 anos no SUSE/Novell, ele parou de usar o openSUSE e agora usa o Arch Linux como o principal sistema operacional em todos os seus laptops, computadores e até em ambientes em nuvem.

Também executa várias máquinas virtuais no seu computador com o Gentoo, Debian e Fedora para testar algumas ferramentas no espaço do usuário.

Greg teve que mudar o Arch por causa da necessidade de trabalhar com a versão mais recente de um programa e o Arch acabou sendo o que era necessário.

A aproximação entre desenvolvedores

Desenvolvedor do Kernel Linux migrou para o Arch Linux
Imagem reprodução: Husson

Greg também conheceu vários desenvolvedores do Arch por um longo tempo e gostou da filosofia de distribuição e da ideia de entrega contínua de atualizações, o que não requer a instalação periódica de novas versões da distribuição, o que também lhe permite ter sempre novas versões dos programas.

Entretanto, um fator importante é o fato de os desenvolvedores do Arch tentarem ficar o mais próximo possível do upstream, sem introduzir patches desnecessários, sem alterar o comportamento concebido pelos desenvolvedores originais e promover a correção de erros diretamente nos principais projetos.

A capacidade de avaliar o status atual dos programas permite obter bons comentários na comunidade, detectar rapidamente erros emergentes e receber correções rapidamente.

Das vantagens do Arch, ele também menciona a natureza neutra da distribuição, desenvolvida por uma comunidade independente de empresas individuais e a maravilhosa seção Wiki com documentação compreensível.

Por exemplo, uma página com um manual sobre o uso do systemd é um exemplo de extrato de informação útil de alta qualidade.

Em suma, se você tiver interesse em assistir a entrevista para saber mais detalhes sobre Greg Kroah-Hartman, o desenvolvedor de Kernel que migrou para o Arch Linux, veja vídeo abaixo:

 

Fonte: LinuxAdictos

Escrito por Fabiano Rodrigues

Usuário de Linux desde o Kurumin; servidor público, tecnólogo em análise e desenvolvimento de sistemas, amante de software livre e de código aberto; apaixonado por jogos, louco por rock e heavy metal, filmes e seriados.

Lutris 0.5.3 lançado com a opção D9VK

Lutris 0.5.3 lançado com a opção D9VK

Qt 5.13.1 possui cerca de 500 correções de bugs

Qt 5.13.1 possui cerca de 500 correções de bugs