in

Google processado por uso de dados de celular sem permissão do usuário

A empresa tem enfrentado críticas por promover seus próprios aplicativos no Android.

Quatro cidadãos dos Estados Unidos entraram com uma ação coletiva contra o Google por usar seus dados de celular para transferências de informações passivas, alegando que o Google consumiu dados de celular caros sem permissão do usuário.

Eles também acusam o Google de projetar deliberadamente seus aplicativos para usar dados de celular sem que o usuário seja capaz de optar por desativá-los.

Google processado por uso de dados de celular sem permissão

A empresa tem enfrentado críticas por promover seus próprios aplicativos usando o sistema Android. Isso acontece tanto que literalmente nenhuma empresa está usando o sistema operacional Android sem os serviços móveis do Google. Embora a privacidade seja uma questão muito debatida no mundo Android, as transferências de informações passivas geralmente passam despercebidas.

Google processado por uso de dados de celular sem permissão do usuário
Quatro cidadãos dos Estados Unidos entraram com uma ação coletiva contra o Google por usar seus dados de celular para transferências de informações passivas. Imagem: ColorOS.

Uma das principais alegações feitas pela reclamação é que nenhuma das políticas da empresa informa ao usuário que seus dados de celular serão usados em segundo plano.

O advogado testou as alegações em um novo smartphone Samsung Galaxy S7, que gravou a transmissão de dados passiva 389 vezes em 24 horas. Todos esses dados foram transmitidos entre o Google e o telefone, consumindo 8,8 MB/dia.

Ele diz que a troca consistia principalmente de arquivos de LOG que são gerados automaticamente e contêm informações de segundo plano como aplicativos abertos, redes disponíveis e métricas do sistema. De acordo com a denúncia, o Android opta por usar dados de celular caros, que custam US$ 8/GB (nos EUA) para a transferência.

A reclamação também menciona um estudo de coleta de dados do Google em 2018. O estudo descobriu que o Android e o Chrome transmitiam dados ao Google mesmo na ausência de qualquer interação do usuário. O estudo também mostrou que a maioria das trocas de dados estava relacionada ao Double Click, AdWords (agora Google Ads) e Google Analytics. Resumindo, o Google pega seus dados sem sua permissão e ganha dinheiro com isso.

Fossbytes

Google deveria exigir dois anos de atualizações para cada telefone Android

Google descreve quatro motivos pelos quais suspenderá aplicativos Android da Play Store

Google adiciona VPN WireGuard ao kernel Linux do Android 12