Previsões para o código aberto em 2019
Imagem: Networkworld

Este ano foi de muitas surpresas tanto no mundo Linux quanto em relação ao código aberto. Porém, o que esperar para o Linux e o software de código aberto? As previsões para o código aberto em 2019 lançam muitas expectativas.

Poder de compra

IBM deve manter intacta cultura de código aberto

Se 2018 provou uma coisa, é que o código aberto tem um valor significativo para as empresas. Tanto que vimos uma das maiores compras de uma empresa de código aberto da história (a IBM comprou a Red Hat). Segundo especialistas, a tendência se espalhará para 2019, e ainda mais aquisições de código aberto ocorrerão. Talvez seja o SUSE, o Apache, o Ubuntu (via Canonical), o Docker ou outro projeto de código aberto de classe empresarial.

Mas, com base nisso, o apelo da compra de projetos de código aberto por empresas de nível corporativo continuará a crescer. No caso da Canonical, o CEO Mark Shuttleworth descartou recentemente a venda da mesma. 

No entanto, a influência do código aberto sobre grandes empresas continua a todo vapor. Esse processo deve ser intensificado ainda mais no ano que vem. Então, a tendência é que os preços de tais compras continuarão a subir vertiginosamente.

A aposta do mercado é que a SUSE seja novamente vendida. Não só pela credibilidade que possui na área de TI, mas também por ser um participante significativo em big data.

Políticas levam à diversidade

apos-desgastes-linux-kernel-adota-codigo-de-conduta

2018 também viu a ascensão do polêmico Código de Conduta tanto em relação ao kernel Linux quanto ao GNU. Infelizmente, esse passo muito positivo foi recebido com alguma resistência. Acho que é seguro dizer que começaremos a ver ainda mais essas políticas e procedimentos em várias comunidades de desenvolvimento de código aberto.

Com o grupo de kernel Linux liderando o processo, serão tomadas seriamente medidas positivas. Então, espera-se uma mudança muito significativa no panorama de código aberto – a diversidade. Isso está muito atrasado, no entanto 2019 verá um aumento maciço no número de mulheres desempenhando um papel importante no desenvolvimento de código aberto.

Não só o desenvolvimento do código aberto se beneficiará dessa diversidade, mas a liderança também. Cada vez mais mulheres vão comandar grandes projetos dentro da comunidade de código aberto.

Patentes da Microsoft

Microsoft diz que vai proteger o Linux

Nós já vimos 60.000 patentes da Microsoft abertas para todos acessarem. Ainda há outras 30.000 patentes que ainda não foram emitidas (estão atualmente no pipeline de patentes do USPTO e de escritórios estrangeiros). Como essas patentes são emitidas, elas serão incluídas na licença OIN da Microsoft.

A burocracia pode impedir a liberação imediata dessas outras 30.000 patentes. Mesmo assim, vamos ver um aumento significativo no uso das 60.000 patentes atualmente disponíveis para a comunidade de código aberto.

Ter todas essas patentes abertas é um passo significativo por parte da Microsoft para construir a ponte entre a empresa e o código aberto. Isso também servirá (perto do final do ano) para iniciar uma mudança ainda mais surpreendente. A junção entre o Windows e o Linux. Isso significará o início do Microsoft Linux? Provavelmente, ainda não.

Blockchain Linux

Previsões para o código aberto em 2019

Espera-se em 2019 o lançamento de uma distribuição Linux específica para blockchain. Essa distribuição conterá todos os bits necessários para que as empresas criem um servidor pronto para blockchain, sem passar pelo incômodo de instalar dispositivos como Etherium, Hyperledger Fabric etc. em uma distribuição de servidor Linux.

Esta distribuição será baseada no Ubuntu Server e se tornará um sucesso instantâneo com empresas corporativas que buscam lucrar com tecnologias blockchain. Além disso, quem não gostaria de uma solução turnkey blockchain?

Linux em todos os lugares

Novo Supercumputador roda Linux

Novo Supercumputador Summit (Imagem:Divulgação)

Se você achava que o Linux dominaria no final de 2018 – só precisa esperar um pouco mais. Até o final de 2019, o Linux será encontrado em quase todos os setores da tecnologia, de ponta a ponta.

Seria o “Ano do desktop Linux?” Mais uma vez, é improvável. Ainda assim, o Linux vai encontrar será a opção de um número cada vez maior de usuários no próximo ano. Como? Começará com uma compra (veja acima). Um importante player corporativo deixará de lado o Ubuntu e, com a ajuda de um acordo de portas fechadas aqui e ali, começará a produção de desktops e laptops Linux para consumidores que concorrerão com pesos pesados concorrentes, tipo Chromebook.

Claro, para que isso aconteça, a empresa certa tem que comprar a distribuição certa do Linux, bem como um fabricante de hardware. Então, sim, a possibilidade é pequena.

Domínio do ambiente de trabalho

KaOS 2018.10 foi lançado com KDE Plasma 5.14 e Wayland 1.16

Falando nisso … quanto ao desktop Linux, tenho uma previsão que pode surpreender a todos. Os desenvolvedores do KDE lançarão uma versão de seu Plasma Desktop que é tão impressionante, que os usuários irão implorar para fazer a troca de qualquer área de trabalho que eles usem atualmente. O que incluirá esse lançamento? Eu não faço ideia. No entanto, o KDE Plasma tem melhorado lentamente, e é hora de dar o devido destaque a este ambiente de área de trabalho do Linux.

Linux drives IA

Google lança Smartphones com recursos de Inteligência Artificial

A Inteligência Artificial está em todo lugar. No próximo ano, ficará espantosamente claro que o Linux é a força motriz por trás da IA. Isso é possível porque o Linux é o player mais importante no jogo de Big Data. Sem big data, a IA não cresce.

Além disso, o Android é alimentado pelo kernel Linux. Como o Android será o maior participante da IA, esse relacionamento direto ajudará a tornar o Linux uma peça irrevogável no quebra-cabeça.

Kernel Linux 5.0

linux-kernel-vai-encerrar-o-ano-de-2018-com-o-maior-numero-de-linhas-de-codigo-ja-visto

Linus Torvalds afirmou que o mundo não estava pronto para o kernel 5.0 em 2018. Logo será 2019, e o mundo certamente está pronto para este próximo grande lançamento. Embora possa não haver recursos destacados no 5.0, ele será uma base de código muito mais limpa e eficiente.

A maior parte da arquitetura antiga terá sido removida, junto com outros bits obsoletos. No final, o kernel Linux será mais rápido, mais confiável e ainda mais seguro.

Tá tudo dominado

Este deve ser fácil: em 2019, o Linux dominará as seguintes áreas:

  • Nuvem;
  • IoT;
  • Supercomputação;
  • AI;
  • Big Data;
  • Dev Ops;
  • Blockchain;
  • Computação sem servidor;
  • Recipientes.

Principais lançamentos do Linux

As versões do Linux continuarão a fornecer novos recursos importantes e melhorar o desempenho e a segurança. Algumas das liberações previstas para 2019 incluem:

  • Debian 10 (Buster) meados de 2019, com muitas melhorias, como suporte para compartilhamentos SMB3 criptografias montadas como CIFS/SMB.
  • O Ubuntu 19.04 está previsto para abril de 2019, o que pode, se estiver pronto, ser lançado com o Linux Kernel 5.0. Ele fornecerá a integração do Android usando o GSConnect. Talvez o navegador da web Chromium de código aberto e o Steam (o cliente de jogos) sejam aplicativos instantâneos.
  • Fedora 30 final de abril ou início de maio de 2019.

Conferências, conferências e mais conferências

Desenvolvedores Debian cogitaram proibir perguntas e respostas em Conferências

O número e a variedade de conferências do Linux são impressionantes, e essa lista não está necessariamente completa. Conferências estão se formando em todo o mundo e concentrando-se em tudo. Os assuntos são os mais variados, assim como os países que debaterão o futuro do software livre. Então, veja a seguir alguns eventos já confirmados.

  • Southern California Linux Expo (SCALE), Pasadena, Califórnia, de 7 a 10 de março;
  • Cúpula de Liderança de Open Source da Linux Foundation, Half Moon Bay, Califórnia, 12 a 14 de março de 2019;
  • SUSEcon, Nashville, Tennessee, de 1 a 5 de abril;
  • Cloud Foundry Summit, Filadélfia, 2 a 4 de abril;
  • Open Networking Summit, San Jose, Califórnia, de 3 a 5 de abril;
  • LinuxFest Northwest, Bellingham, Washington, 26 a 28 de abril;
  • OpenStack Summit, Denver, 29 de abril a 2 de maio;
  • Red Hat Summit 2019, Boston, 7 a 9 de maio;
  • KubeCon + CloudNativeCon, Europa, Barcelona, ??Espanha, 20 a 23 de maio;
  • KubeCon + CloudNativeCon + Summit Open Source China, Xangai, China, 24 a 26 de junho;
  • Convenção Open Source de O’Reilly (OSCON), de 15 a 18 de julho;
  • DebConf19, Curitiba, Brasil, de 21 a 28 de julho de 2019, precedida pela Debcamp de 14 a 19 de julho e dia aberto no dia 20;
  • Open Source Summit Japão, Tóquio, Japão, de 17 a 19 de julho;
  • Automotive Linux Summit, Tóquio, Japão, de 17 a 19 de julho;
  • Conferência Open Source Summit + Embedded Linux América do Norte, San Diego, Califórnia, 21 a 23 de agosto;
  • Conferência de Encanadores Linux, Lisboa, Portugal, de 8 a 10 de setembro;
  • Kernel Mantenedor Summit, Lisboa, Portugal, 10 de setembro
  • Encontro Cloud Foundry Europe, Haia, Holanda, de 11 a 12 de setembro;
  • Open Networking Summit (ONS), Antuérpia, Bélgica, 23 a 25 de setembro;
  • Conferência Open Source Summit + Embedded Linux Europa, Lyon, França, 28 a 30 de outubro;
  • KubeCon + CloudNativeCon, América do Norte, San Diego, 18 a 21 de novembro.

A variedade dessas conferências – tanto em termos de localização quanto de foco – tem muito a dizer sobre a importância do Linux em todo o mundo.

Linux 2019

Previsões para o código aberto em 2019

Passando pelo domínio de IoT, tecnologia de nuvem, supercomputação e inteligência artificial, o Linux está entrando em 2019 com muita força. A importância do sistema vai desde o menor dos gadgets aos dos supercomputadores mais poderosos. Sim, o Linux será mais importante do que nunca em 2019.

Portanto, 2019 promete ser um dos anos mais emocionantes neste universo do software livre. É só aguardar.

Claylson
Jornalista com pós graduações em Economia, Jornalismo Digital e Radiodifusão.

Linux 4.19.7 é liberado com correção importante do PCI Express

Previous article

Google, Facebook e Uber apoiam OpenChain da Linux Foundation

Next article

You may also like

More in Notícias